Busca avançada
Ano de início
Entree

Precisão de técnicas de moldagem com implantes angulados em maxila utilizando moldeiras e guia multifuncional

Processo: 14/24591-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Francisco de Assis Mollo Júnior
Beneficiário:Wiliam Bonadio dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais dentários   Prótese sobre implantes ósseointegrados   Seio maxilar   Precisão   Maxila   Moldagem odontológica   Ferramentas de prototipagem   Técnicas in vitro

Resumo

A utilização de implantes inclinados na maxila, localizados próximo à parede anterior do seio maxilar, permite evitar cirurgias de enxertia do seio maxilar, trazendo como vantagens adicionais uma melhor distribuição de implantes em casos desfavoráveis, além de aumentar a extensão e resistência da prótese. O assentamento passivo é um dos pré-requisitos mais importantes na reabilitação oral sobre implantes com carga imediata e na manutenção da osseointegração. Devido à importância da obtenção de passividade no sucesso de reabilitações protéticas sobre implantes, e devido ao fato da não observância de consenso sobre as técnicas de moldagens, o presente estudo tem por objetivo analisar "in vitro" a precisão da técnica de moldagem com transferentes quadrados unidos entre si com hastes metálicas e resina Pattern e unidos entre si somente com resina Pattern em reabilitações protéticas sobre implantes angulados instalados em um modelo anatômico metálico de maxila desdentada utilizando guia multifunctional prototipado e moldeiras. Serão variáveis do presente estudo os tipos de instrumentos utilizados como moldeira: guia multifunctional prototipado, moldeiras metálica e plástica. Após a obtenção dos moldes (Express TM XT 3M/ESPE), os mesmos serão vazados com gesso tipo IV (Fuji-Rock EP) sob espatulação ao vácuo. Uma estrutura metálica será confeccionada sobre a matriz metálica, e posteriormente parafusada nos modelos obtidos. As medições das fendas serão feitas por duas formas de análise: um programa (Leica QWin) que receberá as imagens de uma câmara de vídeo acoplada a uma lupa Leica (100X), e também através da análise 3D que irá comparar os modelos obtidos com matriz metálica avaliando as imagens geradas pelo Scanner de contato (MDX-40, Roland, Centro de Tecnologia da Informação - CTI, Campinas, SP, Brasil). Não obstante, espera-se entender o comportamento dos meios utilizados para realizar a moldagem em próteses implantossuportadas em modelo anatômico metálico de maxila.