Busca avançada
Ano de início
Entree

Jovens Praticantes de Atletismo: Contribuição da Maturação e Variáveis Antropométricas no Desenvolvimento da Força Explosiva e Velocidade

Processo: 09/16026-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Miguel de Arruda
Beneficiário:Thiago Mariano
Instituição-sede: Faculdade de Educação Física (FEF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Crescimento e desenvolvimento   Maturação   Velocidade   Atletismo

Resumo

Estimar a contribuição das variáveis de crescimento físico e maturacionais, nas mudanças do desempenho motor em atletas iniciantes no atletismo de ambos os sexos, é um fator de extrema necessidade para buscar sustentação de performance esportiva, na perspectiva da carreira desportiva de jovens atletas. Serão participantes deste acompanhamento jovens atletas, nas faixas etárias de 12 e 18 anos pertencentes a um clube desportivo do estado de São Paulo, que tenham dentre as suas modalidades o atletismo, nas categorias de idade em ambos os sexos. Serão acompanhados os indicadores de crescimento físico através da antropometria, dos indicadores maturacionais através de maturação sexual e os desempenhos motores, com testes específicos para cada subdivisão destes indicadores fisiológicos. Os desempenhos de força motora serão explorados nos indicadores de Força Explosiva (FE), Força Explosiva Elástica (FEE), e Força Explosiva Elástica Reflexa (FEER) serão verificadas à partir dos testes de salto vertical, com as técnicas: Squat Jump (SJ), Counter Moviment Jump (CMJ) e Counter Moviment Jump em 5 segundos (CJ5s). Os indicadores de velocidade motora será acompanhado através do teste de velocidade máxima (30m). As variáveis que caracterizam a composição corporal serão: massa corporal magra (MCM); área muscular da coxa (AMCX), através de medidas de massa corporal, comprimentos, larguras ósseas, diâmetros e dobras cutâneas. Os participantes se auto-avaliarão maturacionalmente conforme a classificação maturacional sexual de Tanner. Os resultados esperados são que no relacionamento do aumento no desempenho motor com o avanço da maturação e do crescimento físico, os jovens respondem às mudanças particulares de cada componente ao treinamento, apresentando períodos críticos, que são particularmente sensíveis às mudanças específicas de cada componente com o treinamento desportivo.