Busca avançada
Ano de início
Entree

Sinterização de vidros com cristalização concorrente - modelagem e experimentos

Processo: 09/05665-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Edgar Dutra Zanotto
Beneficiário:Anne Jacqueline Barbosa
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/08179-9 - Processos cinéticos em vidros e vitrocerâmicas, AP.TEM
Assunto(s):Sinterização   Vitrocerâmica

Resumo

O presente projeto tem como objetivo aperfeiçoar o Modelo de Clusters, que simula as condições de tratamento térmico necessárias à obtenção de vitrocerâmicas sinterizadas, a partir de parâmetros relacionados à composição do vidro e características das partículas. O modelo foi testado na sinterização de partículas de vidros de diferentes composições, de tamanhos iguais ou polidispersos, de formatos irregulares ou esféricos, e com ou sem cristalização superficial. Em todos os casos o modelo descreveu bem os resultados experimentais, porém foi necessária a aplicação de fatores de correção. Em seu estágio atual, o modelo de Clusters não leva em consideração alguns aspectos relacionados à cristalização de vidros, como: distribuição e variação dos valores de NS nas partículas de um pó, e na superfície de poros, respectivamente, devido à densificação do corpo e alterações no comportamento reológico de partículas vítreas contendo cristais nas superfícies, além de aspectos relacionados a fatores geométricos, como: empacotamento e morfologia das partículas e sua influência no processo de sinterização por fluxo viscoso. Os ajustes realizados no modelo serão testados em diferentes condições, como por exemplo, partículas contendo variados graus de cristalização superficial e de diferentes morfologias. Serão utilizados dois vidros modelos: um com a composição do mineral diopsídio (CaO.MgO.2SiO2), que apresenta cristalização estequiométrica e um vidro aluminoborosilicato, estável frente à cristalização.