Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução dinâmica de sistemas planetários com dissipação

Processo: 09/16900-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astronomia do Sistema Solar
Pesquisador responsável:Tatiana Alexandrovna Michtchenko
Beneficiário:Adrian Rodriguez Colucci
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/13731-0 - Evolução spin-órbita de exoplanetas quentes, BE.EP.PD
Assunto(s):Dinâmica das galáxias   Exoplanetas

Resumo

Este projeto visa estudar o comportamento dinâmico de um sistema planetário que evolui sob a ação conjunta das interações gravitacionais mútuas mais efeitos dissipativos. Propomos contribuir ao desenvolvimento dos estudos realizados no grupo de Astronomia Dinâmica do IAG-USP, incluindo termos dissipativos nas equações de movimento dos objetos envolvidos no problema. Pretendemos avançar na compreensão do comportamento dinâmico de sistemas planetários nos quais há dissipação de energia e momento angular. Como primeira experiência consideraremos o caso particular em que a lei de dissipação está dada pela força de maré, agindo tanto na estrela central quanto nos planetas. O efeito de maré introduz dissipação de energia no sistema através do fricção interna dos corpos deformados. Toda a literatura referente à evolução dinâmica devida a efeitos de maré, em sistemas que contém dois planetas, não ultrapassa uma dúzia de artigos. Esses trabalhos, na maioria recentes, são fruto da grande atenção despertada nos últimos anos por causa da descoberta de planetas fora do Sistema Solar, com propriedades bem diversas (planetas grandes muito próximos da estrela, altas excentricidades, etc). Resolveremos as equações de movimento do problema dissipativo, identificando novos pontos de equilíbrio e soluções periódicas no espaço de fase. O modelo será testado utilizando um sistema padrão de dois planetas, com posterior aplicação a sistemas reais. (AU)

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CORREIA, ALEXANDRE C. M.; BOUEE, GWENACL; LASKAR, JACQUES; RODRIEGUEZ, ADRIAN. Deformation and tidal evolution of close-in planets and satellites using a Maxwell viscoelastic rheology. Astronomy & Astrophysics, v. 571, NOV 2014. Citações Web of Science: 37.
RODRIGUEZ, ADRIAN; GIUPPONE, CRISTIAN A.; MICHTCHENKO, TATIANA A. Tidal evolution of close-in exoplanets in co-orbital configurations. CELESTIAL MECHANICS & DYNAMICAL ASTRONOMY, v. 117, n. 1, SI, p. 59-74, SEP 2013. Citações Web of Science: 8.
CORREIA, ALEXANDRE C. M.; RODRIGUEZ, ADRIAN. ON THE EQUILIBRIUM FIGURE OF CLOSE-IN PLANETS AND SATELLITES. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 767, n. 2 APR 20 2013. Citações Web of Science: 20.
RODRIGUEZ, A.; CALLEGARI, JR., N.; MICHTCHENKO, T. A.; HUSSMANN, H. Spin-orbit coupling for tidally evolving super-Earths. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 427, n. 3, p. 2239-2250, DEC 2012. Citações Web of Science: 21.
RODRIGUEZ, ADRIAN; MICHTCHENKO, TATIANA A.; MILONI, OCTAVIO. Angular momentum exchange during secular migration of two-planet systems. CELESTIAL MECHANICS & DYNAMICAL ASTRONOMY, v. 111, n. 1-2, SI, p. 161-178, OCT 2011. Citações Web of Science: 3.
MICHTCHENKO, T. A.; RODRIGUEZ, A. Modelling the secular evolution of migrating planet pairs. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 415, n. 3, p. 2275-2292, AUG 2011. Citações Web of Science: 10.
RODRIGUEZ, A.; FERRAZ-MELLO, S.; MICHTCHENKO, T. A.; BEAUGE, C.; MILONI, O. Tidal decay and orbital circularization in close-in two-planet systems. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 415, n. 3, p. 2349-2358, AUG 2011. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.