Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de sinais de lembranca e antecipatorios sobre a distribuicao linear do tempo de espera em esquemas de atraso-de-reforco-iniciado por resposta.

Processo: 96/07561-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 1997
Vigência (Término): 30 de junho de 1999
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Jose Lino Oliveira Bueno
Beneficiário:Taiza Helena Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil

Resumo

O tempo de espera parece ser um processo obrigatório para esquemas periódicos de reforço (Wynne e Staddon, 1988). Esquemas de atraso-de-reforço-iniciado-por-resposta (RID), exigem uma resposta instrumental para que se inicie o período de atraso do reforço (T). O tempo decorrido entre a liberação do reforço e a resposta, ou seja, o tempo de espera (t), apresenta uma distribuição linear em função de T (Wynne e Staddon, 1988). O efeito de omissão é entendido por Staddon (1974) como uma ausência da desmotivação causada pelo reforço, produzindo a redução no tempo de espera em esquemas de intervalo fixo. Os efeitos da omissão em esquemas RID foram estudados por Bueno, et.al (1995), e mostraram que, para longas durações de T, a omissão produziu um alongamento do tempo de espera. Estudos sobre a omissão de reforço, utilizando esquemas de intervalo fixo (Bueno, T.H. Figueiredo & Staddon, 1995 e Mellon et.al., 1995) e pistas de corrida (Capaldi et.al., 1995), indicam que a expectativa, ou antecipação, do evento que ocorre ao final do intervalo (próximo evento) podem interferir no efeito de omissão. O presente trabalho visa verificar o efeito de omissão em esquemas RID. No experimento I será empregada durante o tempo de espera t uma sinalização retrospectiva do evento R (reforço) ou N (não-reforço) que inicia o intervalo inter-eventos. No experimento II a sinalização trará informação retrospectiva e prospectiva sobre o evento (R ou N) que ocorrerá no final do atraso de reforço T. (AU)