Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos da interação e toxicidade das proteínas Cry1 e Vip3A de Bacillus thuringiensis em Diatraea saccharalis (Fabr., 1794) (Lepidoptera: Crambidae)

Texto completo
Autor(es):
Camila Chiaradia Davolos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias.
Data de defesa:
Membros da banca:
Jackson Antonio Marcondes de Souza; Odair Aparecido Fernandes; Bergmann Morais Ribeiro; Norton Rodrigues Chagas Filho
Orientador: Manoel Victor Franco Lemos; Baltasar Escriche
Resumo

O presente trabalho objetivou avaliar a toxicidade de diferentes proteínas Cry1 e Vip3Aa de Bacillus thuringiensis em larvas de Diatraea saccharalis, verificar o modo de união dessas proteínas aos receptores do inseto alvo e analisar a interação dessas proteínas no controle larval, buscando informações para subsidiar o uso de plantas geneticamente modificadas com genes cry1 e vip3Aa de forma segura e duradoura. A análise de suscetibilidade larval revelou a proteína Cry1Ab como mais efetiva no controle, seguida das proteínas Cry1Ac, Vip3Aa, Cry1Ca e Cry1Fa. A população testada não foi suscetível à proteína Cry1Ea. A proteína Cry1Aa apresentou baixa toxicidade. Nos ensaios de união específica, as proteínas Cry1 ligaram-se a receptores presentes no intestino médio de D. saccharalis e um modelo com três diferentes receptores foi proposto com base nos ensaios de competição heteróloga. Um receptor comum para Cry1Aa, Cry1Ab e Cry1Ac, outro para Cry1Fa e Cry1Ab e um receptor diferente para a proteína Vip3Aa. Dentre as interações avaliadas por bioensaios, as combinações proteicas: Cry1Ab:Cry1Ca e Cry1Fa:Cry1Ca apresentaram efeito sinérgico; as demais combinações revelaram efeitos antagônicos (AU)

Processo FAPESP: 09/18544-1 - Efeitos da interação e toxicidade das proteínas Vip3Aa e Cry1Ac de Bacillus thuringiensis em populações de Diatraea saccharalis (Fabr., 1794) (LEPIDOPTERA:PYRALIDAE)
Beneficiário:Camila Chiaradia Davolos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado