Busca avançada
Ano de início
Entree


Filogenia e evolução dos Tropidurus do grupo torquatus (Squamata: Tropiduridae)

Texto completo
Autor(es):
Marco Aurélio de Sena
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências
Data de defesa:
Membros da banca:
Miguel Trefaut Urbano Rodrigues; Marcelo Rodrigues de Carvalho; Cristiano de Campos Nogueira; Katia Cristina Machado Pellegrino
Orientador: Miguel Trefaut Urbano Rodrigues
Resumo

Os lagartos Tropidurus do grupo torquatus compreendem um conjunto de 15 espécies atualmente reconhecidas que se distribuem pelas áreas abertas da América do Sul cis-Andina. Estas espécies apresentam populações saxícolas e arenícolas, cuja relação não era bem compreendida. O objetivo deste trabalho foi, utilizando cinco marcadores moleculares, dois mitocondriais e três nucleares, propor uma hipótese filogenética robusta. Foi feita a mais extensa cobertura geográfica da distribuição conhecida do grupo, o que proporcionou incluir o maior número possível de populações arenícolas e saxícolas. Juntamente com as análises moleculares, foram feitas contagens de caracteres merísticos e medidas morfométricas de modo a delimitar as linhagens encontradas. Foram incluídas nas análises moleculares 14 das 15 espécies, e para os dados morfológicos, todas as espécies contaram com pelo menos um indivíduo. O gênero Tropidurus não foi recuperado como monofilético. Embora a monofilia do grupo torquatus não tenha sido formalmente testada pela ausência de T. chromatops nas análises moleculares, todas as demais espécies foram recuperadas em um grupo monofilético. Das 14 espécies estudadas, seis provaram-se monofiléticas: T. erythrocephalus, T. hygomi, T. insulanus, T. Montanus e T. mucujensis e T. psammonastes; as demais mostraram-se para- ou polifiléticas. Foram testadas hipóteses de relacionamento entre as populações arenícolas e saxícolas, mostrando que o quadro é bastante complexo, com uma grande plasticidade eco-morfológica, indicada pelos múltiplos eventos de ocupação das áreas arenosos ao longo da América do Sul Cis-Andina. Houve pelo menos 10 eventos independentes de linhagens arenícolas, mostrando uma grande plasticidade eco-morfológica. Entre os clados recuperados, há pelo menos 10 linhagens que podem ser candidatas a espécie, obtidas de clados bem resolvidos e morfologicamente distintos. Os resultados mostraram que muitas das espécies consideradas de ampla distribuição e por isto consideradas de menor preocupação para políticas de conservarção, como T. hispidus, T. oreadicus e T. torquatus, na verdade são constituídas por muitas linhagens microendêmicas que devem receber atenção especial quanto a sua conservação. (AU)

Processo FAPESP: 10/16735-1 - Filogenia e evolução dos Tropidurus do grupo torquatus (Squamata: Tropiduridae)
Beneficiário:Marco Aurélio de Sena
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado