Busca avançada
Ano de início
Entree


O legado documental de Epifânio Dória: por uma abordagem funcional dos arquivos pessoais

Texto completo
Autor(es):
Lorena de Oliveira Souza Campello
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Maria de Almeida Camargo; Zilda Marcia Gricoli Iokoi; Sylvia Bassetto Larocca; Paulo Roberto Elian dos Santos; Marcia Cristina de Carvalho Pazin Vitoriano
Orientador: Ana Maria de Almeida Camargo
Resumo

Os arquivos pessoais estão cada vez mais em evidência e na pauta de discussão entre estudiosos e profissionais da área arquivística. Contribuindo para a discussão em crescimento, apresentamos a defesa de um novo método de pesquisa com arquivos pessoais, fundamentado, desenvolvido e demonstrado a partir da criação de um instrumento de pesquisa desenvolvido paralelamente: o Inventário cronológico do arquivo de Epifânio Dória. Filho de proprietários de terras, Epifânio da Fonseca Dória e Menezes nasceu no ano de 1884, em Campos (Sergipe). O titular do arquivo participou da formação de praticamente todos os centros de estudo, arquivos, bibliotecas, revistas e instituições dedicadas às humanidades no Estado de Sergipe. Dedicou-se com afinco à organização de arquivos por seis décadas reunindo documentos, angariando recursos e adquirindo fundos. Figura representativa em Sergipe por sua contribuição à guarda, preservação de documentos históricos e arquivos pessoais de personalidades sergipanas, notabilizou-se também pela incansável pesquisa histórica desenvolvida ao longo de sua vida. Falecido em 1976, Epifânio Dória nos deixou um precioso conjunto documental, que perfaz um período riquíssimo da história do Brasil, marcado por acontecimentos e transições importantes, que apresentam para o pesquisador inúmeras possibilidades de pesquisa em diversas áreas do conhecimento. O arquivo de Epifânio Dória possui 35.193 documentos, estando distribuído, e consequentemente fragmentado, em três importantes instituições sergipanas, a saber: Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGSE), Arquivo Público do Estado de Sergipe (APES) e Biblioteca Pública Estadual Epifânio Dória (BPED). Apesar de fisicamente fragmentado, trata-se de um arquivo íntegro, preservado pela família e, posteriormente, pelas instituições de custódia que o receberam. Entrar em contato, conhecer e trabalhar com a documentação reunida por este importante intelectual, historiador e bibliotecário sergipano foi nossa tarefa. Nesta nova proposta metodológica percorremos: a funcionalidade, o contexto de produção dos documentos e o vínculo documental. Essa tarefa foi potencializada com a criação, o desenvolvimento, a alimentação e o uso de um banco de dados, que contribuiu para a recuperação das informações e para a construção dos verbetes formadores da cronologia elementos de classificação que deram um sentido mais imediato aos documentos. Nesta proposta, a classificação assumiu o patamar mais próximo dos documentos, classificados um a um, sendo priorizada a escala micro e levando em conta as especificidades da trajetória de vida do titular do arquivo. A construção do inventário cronológico permitiu um diálogo exaustivo entre a documentação produzida e acumulada por seu titular e sua trajetória de vida. Entendendo-se diálogo não como uma interpretação histórica, mas como a construção de uma ponte entre o documento e a atividade/evento que lhe deu origem. O arquivo de Epifânio Dória nos impôs problemas práticos e teóricos complexos, mas, em contrapartida, nos ofereceu a chance de discuti-los, buscando soluções e propostas no desenvolvimento da pesquisa. A tese apresentada fornece novas nuances a metodologia arquivística de forma a fundamentar a organização, descrição e contextualização dos documentos pessoais, sem ferir os princípios da área; além de aprofundar, com base na documentação, a própria biografia de Epifânio Dória. (AU)

Processo FAPESP: 11/20862-1 - O arquivo pessoal de Epifânio Doria: por uma abordagem arquivística
Beneficiário:Lorena de Oliveira Souza Campello
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado