Busca avançada
Ano de início
Entree


Estimação do sinal glotal para padrões acústicos de doenças da laringe

Texto completo
Autor(es):
Aparecida de Cássia Guerra
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Carlos.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos (EESC/SBD)
Data de defesa:
Membros da banca:
José Carlos Pereira; Carlos Dias Maciel; Nelson Delfino D'Ávila Mascarenhas; Maria Stela Veludo de Paiva
Orientador: José Carlos Pereira
Resumo

Muitas pesquisas tem sido feitas em processamento digital de sinais (PDS) na tentativa de se avaliar o sinal de fala para diagnosticar doenças da laringe. Medidas acústicas têm sido propostas de forma a avaliar indiretamente o trato glotal por meio do sinal de voz coletado através de microfone convencional. Para isso, o modelo paramétrico Liljencrants-Fant (LF) foi desenvolvido para representar o sinal glotal em condições normais e patológicas. Tais parâmetros apresentam vantagens sobre medidas acústicas por possuírem características fisiológicas reais das pregas vocais. Assim, podendo ser empregados para identificação de doenças da laringe. Além da estimação dos parâmetros LF, no domínio do tempo (parâmetros T), a forma de onda da derivativa glotal também pôde ser quantificada através dos parâmetros identificados na literatura por parâmetros R (Rd, Ra, Rk e Rg), parâmetros quocientes Q (SQ, OQ, CQ, AQ e NAQ), parâmetros B1 e B2 que são as extensões de bandas do pulso derivativo LF, e o parâmetro ece, que relaciona os parâmetros &#946 e Ta. Os parâmetros B1 e B2 e ece apesar de serem propostos na literatura, não são encontrados resultados diferentes a essas duas medidas. Os resultados mostraram que os parâmetros B não foram confiáveis na discriminação entre as vozes, por outro lado, o parâmetro ece mostrou-se ser opção na discriminação entre as vozes normais, nódulo e Reinke. O objetivo deste trabalho é direcionar a atenção sobre o sinal glotal, estimando-o automaticamente mediante técnicas de PDS aplicadas ao sinal de fala, visando extrair parâmetros que identifiquem as condições normais e patológicas da laringe. Por fim foram propostos os parâmetros TRp e TRs, visando dissociar os efeitos de primeira ordem dos de ordem superior na fase de retorno do pulso glotal com a finalidade de estimar a real não-linearidade do sub-sistema glotal, retratando as condições normais e patológicas da laringe. Por fim foram propostos os parâmetros TRp e TRs, visando dissociar os efeitos de primeira ordem dos de ordem superior na fase de retorno do pulso glotal com a finalidade de estimar a real não-linearidade do sub-sistema glotal, retratando as condições fisiológicas do movimento das pregas vocais. Com um nível de confiança de 95%, o parâmetro de primeira ordem (TRp) é efetivo na discriminação do Edema de Reinke, porém mostrou-se ineficaz na detecção do nódulo. Em relação ao parâmetro de ordem superior, conclui-se que o TRs é um excelente detetor de vozes patológicas (nódulo e Edema de Reinke), porém não é capaz de discriminar as patologias. (AU)