Busca avançada
Ano de início
Entree


Biocompatibilidade de substâncias utilizadas para prevenção ou eliminação de biofilme

Texto completo
Autor(es):
Cláudia Viviane Guimarães Pellissari
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araraquara).
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Cláudia Pavarina; Nara hellen Campanha Bombarda
Orientador: Janaina Habib Jorge
Resumo

Estudos têm sido conduzidos com o intuito de prevenir a formação do biofilme em biomateriais ou buscar terapias alternativas para o tratamento de doenças decorrentes da instalação do biofilme. Como terapia alternativa, este estudo avaliou (1) a citotoxicidade da terapia fotodinâmica (PDT), através da utilização de queratinócitos humanos co-cultivados com Candida albicans. Em relação à prevenção da formação do biofilme, (2) foi avaliada a citotoxicidade de nanopartículas (NP) de tungstato de prata (Ag2WO4) e de molibdato de prata (Ag2MoO4), em solução e como revestimento de biomateriais. No estudo 1, a co-cultura foi realizada utilizando uma membrana Transwell, em que células e micro-organismos cresceram separadamente durante 24h, e ficaram em contato por mais 24h. Após este período, a PDT foi realizada utilizando-se a curcumina como fotossensibilizador. As seguintes condições foram testadas: P+ L+; P- L+; P+ L; P- L. Além disso, como controle negativo, três membranas de cada placa foram destinadas apenas ao crescimento de microorganismos e outros três poços para o crescimento de células separadamente, com seus respectivos meios. A proliferação celular, foi avaliada através dos testes Alamar Blue, MTT, XTT e UFC. Para o estudo 2, as NP foram sintetizadas e caracterizadas através de Microscopia Eletrônica de Varredura e Difração de Raios X. A partir da confecção das NP, foram feitas as soluções e o revestimento de titânio (Ti), zircônia (Zi), resina acrílica (RA) e silicone (Si). Para a realização do teste de citotoxicidade, 100 µL da suspensão composta por 1,5 x 104 células/ml (HaCat) foram colocados em cada compartimento de uma placa com 96 orifícios, incubada em estufa com 5% de CO2, a 37ºC por 24 horas. Após tal período de incubação, o meio de cultura foi desprezado, permanecendo as células aderidas no fundo da placa... (AU)

Processo FAPESP: 13/01844-8 - Biocompatibilidade de substâncias utilizadas para prevenção ou eliminação de biofilme: avaliação do metabolismo celular.
Beneficiário:Cláudia Viviane Guimarães Pellissari
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado