Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação do Consensus-Degenerate Hybrid Oligonucleotide Primer (CODEHOP) e do painel para herpesvírus na detecção dos herpesvírus humano em amostras de plasma de pacientes transplantados de células progenitoras hematopoéticas (TCPH)

Texto completo
Autor(es):
Talita Cristina Dellariva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Data de defesa:
Resumo

Introdução: Os Herpesvírus Humano são um importante grupo causador de infecções em pacientes imunocomprometidos e transplantados em geral. Especificamente em pacientes submetidos a transplante de células progenitoras hematopoéticas, os membros da família Herpesviridae têm sido associados com a ocorrência de altas taxas de morbidade e mortalidade. Atualmente, métodos moleculares de detecção e quantificação de agentes infecciosos têm sido amplamente implementados em rotina de laboratórios a fim de se minimizar os impactos e evitar manifestações clínicas causadas pelas herpesviroses. Objetivos: No presente estudo foram padronizadas e otimizadas as técnicas de COnsensus-Degenerate Hybrid Oligonucleotide Primer em formato Nested-PCR (NPCR CODEHOP), para a detecção das subfamílias de Herpesvírus Humano e, do Painel de Herpesvírus Humano em formato Nested-PCR Touchdown (NPCR-TD) na detecção do genoma das espécies de herpesvírus em amostras de plasma de pacientes transplantados de células progenitoras hematopoéticas e, posteriormente, ambas as técnicas foram avaliadas a partir da comparação com a técnica de NPCR, já estabelecida em laboratório, usada como referência padrão. Resultados: A partir da otimização da técnica de NPCR CODEHOP foi possível detectar as três subfamílias de herpesvírus em amostras controle positivo e nas amostras estudadas e, a comparação com a NPCR usada como referência padrão indicou que há concordância moderada entre as técnicas e acurácia acima de 80%. Através da NPCR-TD, todas as espécies puderam ser amplificadas pela técnica otimizada e, pela comparação com a técnica referência padrão, obteve-se concordâncias consideráveis e excelentes para as diferentes espécies, enquanto que a acurácia manteve-se acima de 90%. Pela comparação das medianas de positividade de dias após o transplante não houve diferença significante entre as técnicas, indicando que podem ser aplicadas para detecção precoce de infecção ativa pelos Herpesvírus Humano. Conclusões: As técnicas permitiram aumentar as possibilidades de estudos moleculares a serem realizados em amostras clínicas no laboratório e identificar precocemente os pacientes com maior risco de desenvolver doença por herpesvírus após o transplante, favorecendo a utilização de drogas antivirais somente nestes casos (AU)

Processo FAPESP: 14/16244-9 - Avaliação do Consensus-Degenerate Hybrid Oligonucleotide Primer (CODEHOP) e do painel viral para herpesvírus (panherpes) na detecção dos herpesvírus humanos em pacientes Transplantados de Células Progenitoras Hematopoiéticas (TCPH)
Beneficiário:Talita Cristina Dellariva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado