Busca avançada
Ano de início
Entree


O paradigma da complexidade e a ética informacional

Texto completo
Autor(es):
João Antonio de Moraes
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Orientador: Itala Maria Loffredo D'Ottaviano
Resumo

Neste trabalho analisaremos a tese segundo a qual o Paradigma da Complexidade, ilustrado a partir da Teoria dos Sistemas Complexos e da Auto-Organização, contribuiria para a análise de problemas da Ética Informacional. Entendemos que a Teoria dos Sistemas Complexos e da Auto-Organização fornece um método de investigação interdisciplinar e um arcabouço teórico que inclui várias dimensões informacionais no estudo de eventos, situações ou objetos, dentre eles alguns problemas da Ética Informacional. Este é um ramo da Filosofia da Informação que vem se consolidando nos últimos anos e, embora não haja ainda uma definição última, ela é concebida como uma área que visa refletir sobre questões, de cunho moral, relacionadas aos impactos da inserção de tecnologias informacionais na vida cotidiana. Tendo em vista os diversos estudiosos que têm se debruçado para a fundamentação de parâmetros que delimitem as fronteiras dessa nova área de investigação filosófico-interdisciplinar, focalizaremos nosso estudo na teoria Ética Informacional desenvolvida por Luciano Floridi. Julgamos que essa contribuição pode auxiliar na caracterização da Ética Informacional e de seus problemas, colaborando para a compreensão de novos rumos da pesquisa filosófica na "Sociedade da Informação" (AU)

Processo FAPESP: 14/03157-0 - Contribuições da teoria dos sistemas complexos e da auto-organização para a ética informacional
Beneficiário:João Antonio de Moraes
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado