Busca avançada
Ano de início
Entree


O papel da atenção e do processamento visual no efeito de dicas retroativas

Texto completo
Autor(es):
Luísa Superbia Guimarães
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Data de defesa:
Membros da banca:
Cesar Alexis Galera; Hugo Cézar Palhares Ferreira; Sergio Sheiji Fukusima; Rui de Moraes Júnior
Orientador: Cesar Alexis Galera
Resumo

Fornecer dicas durante o período de manutenção de estímulos em tarefas de memória de trabalho melhora o desempenho dos participantes tanto para a acurácia quanto para o tempo de resposta (TR). Esse fenômeno é chamado de efeito de dicas retroativas. Nós realizamos três experimentos usando uma tarefa de reconhecimento de itens para testar a suposição de que o efeito das dicas retroativas é dependente de uma representação imagética disponível à inspeção consciente no momento da apresentação da dica. No Experimento 1, nós manipulamos o tamanho do conjunto (2 e 3 itens) a ser memorizado e inserimos uma tarefa de busca visual no intervalo de retenção para evitar a recitação visual dos estímulos. Nós aplicamos o método dos fatores aditivos de Sternberg para medir o tempo gasto pelos participantes para reativar os itens memorizados na forma de imagens mentais. O intercepto da função linear entre TR e tamanho do conjunto sofreu um incremento de 400 ms na presença da busca visual. No Experimento 2, nós inserimos 500 ms de tela em branco após a tarefa de busca visual e imediatamente antes do aparecimento da dica, para que os participantes usassem esse intervalo para reativar os itens na forma de imagens mentais. O efeito da dica retroativa ocorreu tanto para o TR quanto para o índice de discriminação (d). No Experimento 3, nós manipulamos a natureza da tarefa concorrente durante o intervalo de retenção: busca visual, monitoramento de tons e discriminação de cores. A busca visual foi a mais prejudicial ao desempenho dos participantes e ao efeito da dica retroativa, seguida pela discriminação de cores. A combinação de demanda atencional e necessidade de processamento visual presente na busca visual é especialmente prejudicial ao desempenho. Concluímos que o funcionamento das dicas retroativas é modulado por esses dois fatores, e não só por recursos atencionais centrais. Os resultados apoiam um modelo de memória de trabalho que considera o fenômeno da imaginação mental em sua arquitetura (AU)

Processo FAPESP: 17/23217-6 - O papel da atenção e do processamento visual no efeito de dicas retroativas
Beneficiário:Luísa Superbia Guimarães
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado