Busca avançada
Ano de início
Entree


Cinética da inversão de sexo em Synbranchus marmoratus (Teleostei, Synbranchiformes, Synbranchidae)

Autor(es):
Antoneli, Fernanda Natália
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Campinas. [2002]. 178 f., ilustrações, tabelas.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Quagio-Grassiotto, Irani; Lo Nostro, Fabiana Laura; Taboga, Sebastião Roberto
Orientador: Quagio-Grassiotto, Irani
Área do conhecimento: Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Indexada em: Base Acervus-UNICAMP; Biblioteca Digital da UNICAMP
Localização: Universidade Estadual de Campinas. Biblioteca Central Cesar Lattes; An88c; Universidade Estadual de Campinas. Biblioteca do Instituto de Biologia; An88c
Resumo

Entre os peixes teleósteos, o gonocorismo ou dimorfismo sexual é uma característica dominante. Porém, hermafroditismo simultâneo, com maior ou menor grau de sincronia e inversão de sexo com maturação sequencial, sucessiva ou não, dos tecidos germinativos masculinos e femininos, e vice-versa, e/ou reversão de sexo são encontrados em várias espécies. A mudança de sexo nos indivíduos adultos envolve a degeneração do tecido gonadal do primeiro sexo e o crescimento e maturação do tecido do sexo oposto, em substituição ao anterior, passando por uma fase de intersexo. Synbranchus marmoratus, como a maioria dos Synbranchidae, é um peixe hermafrodita protogínico diândrico. Portanto, o estudo da cinética da reestruturação tecidual nesta espécie pode auxiliar na compreensão dos eventos biológicos característicos das gônadas transicionais dos teleósteos hermafroditas sequenciais. Neste contexto, procedeu-se à análise histológica e ultra-estrutural das gônadas do "mussum", S. marmoratus. Para tal, exemplares adultos de S. marmoratus foram capturados, com periodicidade quinzenal, no Rio Tietê, região de Penápolis, SP, BrasiL Uma vez retiradas, as suas gônadas foram fragmentadas, fixadas em solução de Karnovsky modificada (mínimo de 24h) e processadas conforme a metodologia da rotina de trabalho em microscopia fotônica e microscopia eletrônica de transmissão para análise morfológica geral e acompanhamento dos principais eventos que precedem e possibilitam a inversão de sexo, sem detrimento da reprodução, bem como, dispêndio energético. Histologicamente, as gônadas de fêmeas, intersexos, machos primários e secundários são semelhantes às de outras espécies teleósteas hermafroditas protogínicas. A morfologia e a ultra-estrutura padrão das células germinativas (masculinas e femininas), células somáticas e tecidos associados correspondem às descritas na literartura. As análises mostram que constituem evidências de inversão de sexo... (AU)

Processo FAPESP: 00/00734-4 - Cinética ultraestrutural da reversão de sexo em Synbranchus marmoratus (Teleostei, Synbranchiformes, Synbranchidae)
Beneficiário:Fernanda Natália Antoneli
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado