Busca avançada
Ano de início
Entree


Representações sociais de saúde e doença no candomblé Jêje-Nagô do Brasil\

Texto completo
Autor(es):
Alessandro de Oliveira dos Santos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Psicologia (IP/SBD)
Data de defesa:
Membros da banca:
Ronilda Ribeiro; Jose Carlos de Paula Carvalho; Geraldo Jose de Paiva
Orientador: Ronilda Ribeiro
Área do conhecimento: Ciências Humanas - Psicologia
Indexada em: Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS; Index Psi Teses - IP/USPPsi-Teses Logo
Localização: Universidade de São Paulo. Biblioteca do Instituto de Psicologia; BL2592.C35; S237r
Resumo

Final de milênio: de um lado temos a experiência total de dessacralização da sociedade contemporânea baseada no desenvolvimento humano do intelecto e da ciência, e, de outro, um crescente interesse por esta mesma sacralidade perdida, manifestapelo reinvestimento humano nos símbolos sagrados em busca de uma orientação transcendente. Nesta arena convivem inúmeras imagens e idéias que fornecem o substrato para a formação das representações sociais que habitam o imaginário coletivo einfluenciam o imaginário e as identidades pessoais. Toda sociedade possui representações criadas socialmente que estruturam as atitudes, os valores, os conhecimentos e pautam, em conseqüência, as condutas dos diferentes indivíduos e dos grupossociais em relação a múltiplos fenômenos, entre os quais a saúde e a doença. Estes fenômenos, ao mesmo tempo que possuem uma dimensão social, constituem a mais íntima e individual das realidades, sendo exemplos concretos da ligação entre apercepção individual e o simbolismo social, logo, do processo de produção de representações sociais. As representações sociais são uma forma de conhecimento social, um modo de pensar e de interpreta a realidade cotidiana: atividade mentalutilizada por indivíduos e grupos a fim de fixar sua posição em relação a situações, acontecimentos e comunicações que lhes concernem. Situada no campo do conhecimento social a tarefa desta pesquisa é investigar as representações sociais dossacerdotes supremos do Candomblé Jéje-Nagô(pais e mães de santo) sobre saúde e doença. Buscando compreender como esta religião, através das várias formas pelas quais seus símbolos são vivenciados e continuamente re-significados por indivíduos egrupos, produz elementos para a promoção da saúde e para a prevenção, controle e enfrentamento da doença, inlfuenciando a maneira pela qual doente e comunidade percebem e tratam o problema. A pesquisa possui como meta contribuir para a formação ) e prática dos profissionais de saúde através do estudo do caráter sócio-cultural das representações de saúde e doença (AU)

Processo FAPESP: 97/06025-0 - Saúde e sagrado: um estudo sobre a representações de doença no candomblé
Beneficiário:Alessandro de Oliveira dos Santos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado