Busca avançada
Ano de início
Entree


Enriquecimento de uma floresta em restauração através da transferência de plântulas da regeneração natural e da introdução de plântulas e mudas

Texto completo
Autor(es):
Milene Bianchi dos Santos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Piracicaba.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Data de defesa:
Membros da banca:
Sergius Gandolfi; Luiz Mauro Barbosa; Flávio Bertin Gandara Mendes; Ricardo Ribeiro Rodrigues; Ricardo Augusto Gorne Viani
Orientador: Sergius Gandolfi
Resumo

A restauração de áreas degradadas tem como objetivo a formação de um ambiente florestal e o restabelecimento das interações entre espécies vegetais e animais que auxiliam na manutenção das populações locais e a evolução da comunidade implantada. Atualmente, existe a preocupação com a qualidade das áreas restauradas no Estado de São Paulo nos últimos anos em relação à perda da diversidade biológica e ao estado de declínio em que se encontram, principalmente devido ao isolamento dessas áreas na paisagem. Considerando a contínua expansão econômica e a construção de obras que acarretam o corte legalizado de áreas naturais, a utilização dos recursos dessas áreas pode se tornar uma alternativa para a restauração de áreas degradadas através da obrigatoriedade de ações mitigadoras e compensatórias. A transferência de plântulas dessas áreas é uma técnica utilizada para a produção de mudas de elevada riqueza de espécies e formas de vida que podem ser utilizadas no enriquecimento de áreas em processo de restauração ou de florestas secundárias degradadas. O isolamento desses fragmentos dificulta a chegada de novas espécies na área, mesmo após a formação do dossel que propicia um ambiente adequado ao estabelecimento de guildas como as espécies de sub-bosque. Dessa forma, torna-se necessária a introdução assistida de novas espécies nessas áreas para o restabelecimento de interações ecológicas e auto-perpetuação da floresta. O objetivo deste estudo foi analisar diferentes técnicas de enriquecimento em uma Floresta Estacional Semidecidual em processo de restauração. O estudo foi realizado em um fragmento localizado no município de Santa Bárbara dOeste, SP. Foram coletadas plântulas de uma área que seria legalmente suprimida e transferidas para o viveiro visando à produção de mudas. Posteriormente, mudas de vinte espécies foram plantadas no fragmento de Floresta Estacional Semidecidual e apresentaram elevadas taxas de sobrevivência. Nesta mesma área foi realizado o plantio de plântulas e mudas de espécies de subbosque produzidas em viveiro. Foram plantadas sete espécies de plântulas e dez espécies de mudas na entrelinha do plantio original que durante o período de avaliação apresentaram elevadas taxas de sobrevivência. Deste modo, esses resultados demonstram a viabilidade da técnica de transferência de plântulas da regeneração natural, do plantio de plântulas e mudas de espécies de sub-bosque visando o enriquecimento de áreas em processo de restauração. (AU)

Processo FAPESP: 08/54561-5 - Transferencia de plantulas, semeadura direta e plantio de especies de sub-bosque nativas para o enriquecimento de areas degradas em restauracoes.
Beneficiário:Milene Bianchi dos Santos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado