Busca avançada
Ano de início
Entree


Desmineralização do esmalte dental adjacente a restaurações. Efeito dos parâmetros do laser de Er:YAG empregado para o preparo cavitário

Texto completo
Autor(es):
Vivian Colucci
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto
Data de defesa:
Membros da banca:
Silmara Aparecida Milori Corona; Welingtom Dinelli; Mariane Goncalves; Heitor Marques Honório; Andréa Candido dos Reis
Orientador: Silmara Aparecida Milori Corona
Resumo

O presente estudo, composto por dois experimentos, teve como objetivo avaliar in vitro o efeito de parâmetros do laser de Er:YAG na desmineralização do esmalte dental humano e bovino após desafio cariogênico e avaliar, através de um modelo in situ, o efeito de diferentes parâmetros do laser de Er:YAG no desenvolvimento de lesões de cárie adjacente a restaurações. No estudo in vitro, terceiros molares inclusos humanos hígidos e incisivos bovinos foram seccionados para a seleção de 50 fragmentos de cada um dos substratos, que foram aleatoriamente divididos em 10 grupos, sendo 9 experimentais preparados com laser de Er:YAG com 300mJ de energia (frequência de 2Hz, 4Hz ou 6Hz, fluxo de água de 2,0mL/min, 5,0mL/min ou 8,0mL/min) e 1 controle (turbina de alta rotação). Após o preparo das cavidades, os espécimes foram restaurados com resina composta e submetidos ao desafio cariogênico. Subseqüentemente, foram seccionados para a análise da microdureza e realização de microscopia de luz polarizada qualitativa. No estudo in situ, 150 fragmentos de esmalte bovino foram distribuídos aleatoriamente entre 15 voluntários. Tais fragmentos foram subdivididos em 10 grupos conforme descrito para o estudo in vitro. Os 9 grupos experimentais foram preparados com laser de Er:YAG empregando-se diferentes combinações de parâmetros, conforme descrito pra o estudo in vitro. O grupo controle foi preparado com turbina de alta-rotação e ponta diamantada. A cavidade obtida foi restaurada com resina composta e os fragmentos foram montados em dispositivo palatino para serem instalados nos voluntários participantes para a realização do desafio cariogênico. Após o desafio, os espécimes foram seccionados para a realização das leituras de microdureza longitudinal e microscopia de luz polarizada qualitativa. Os dados obtidos no ensaio de microdureza foram analisados estatisticamente. Para o estudo in vitro foi realizada a Análise de variância e o teste de Tukey e observou-se que, independentemente do substrato testado, os espécimes preparados com turbina de alta rotação apresentaram menores médias de microdureza que os preparados com laser de Er:YAG para todos os parâmetros testados, os quais foram semelhantes entre si (p>0,05). As imagens de microscopia de luz polarizada demonstraram uma tendência dos grupos irradiados com laser de Er:YAG com uma freqüência de 2Hz apresentarem menor desmineralização. Para o estudo in situ foi realizado teste de Friedman que demonstrou haver diferença estatística entre os métodos de preparo cavitário empregados com relação as medidas de microdureza. Para identificar as diferenças entre os grupos foi realizado o teste de Wilcoxon pareado e observou-se que o grupo preparado com laser de Er:YAG com 2Hz de freqüência e 2mL/min de fluxo de água apresentou a maiores médias de microdureza, seguido por aqueles preparados com laser de Er:YAG com 2Hz de freqüência e 5mL/min de fluxo de água e laser de Er:YAG com 2Hz de freqüência e 8mL/min de fluxo de água, respectivamente. Os grupos preparados com laser de Er:YAG com as freqüências de 4Hz e 6Hz, com fluxos de água de 2, 5 e 8mL/min apresentaram médias de microdureza menores que os grupos supracitados e com similaridade estatística entre si. Todos os grupos preparados com laser de Er:YAG demonstraram médias de microdureza superiores àquele preparado com turbina de alta-rotação, o qual apresentou as menores médias de microdureza. As imagens de microscopia de luz polarizada confirmaram os resultados obtidos com o ensaio de microdureza. Assim, pode-se concluir que o substrato bovino constitui uma alternativa ao substrato humano em estudos que avaliem o laser de Er:YAG e a progressão de lesões de cárie, que o laser de Er:YAG foi capaz de controlar o desenvolvimento de lesões de cárie adjacente a restaurações de resina composta e que o conjunto de parâmetros empregados para o preparo cavitário pode influenciar na resistência ácida do substrato irradiado. (AU)

Processo FAPESP: 06/05691-8 - Estudo in vitro e in situ do efeito dos parâmetros do laser de Er:YAG no esmalte submetido a desafio cariogênico
Beneficiário:Vivian Colucci
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado