Busca avançada
Ano de início
Entree


Não diga que não somos brancos: os projetos de colonização para afro-americanos do governo Lincoln na perspectiva do Caribe, América Latina e Brasil dos 1860

Texto completo
Autor(es):
Maria Clara Sales Carneiro Sampaio
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Helena Pereira Toledo Machado; Wlamyra Ribeiro de Albuquerque; Monica Duarte Dantas; Flavio dos Santos Gomes; Lilia Katri Moritz Schwarcz
Orientador: Maria Helena Pereira Toledo Machado
Resumo

No início da Guerra da Secessão (1861-1865), os Estados Unidos promoveram negociações internacionais que pretendiam transferir seus afrodescendentes, em diversas condições de escravidão e liberdade para diversos países independentes da América Latina e possessões coloniais no Caribe. Ainda que tais negociações não tenham resultado de fato na realocação de homens e mulheres afro-americanos, as trocas diplomáticas, bem como outras fontes documentais, revelaram interessantes debates sobre escravidão, raça, construção nacional e o trabalho dependente no pós-abolição, que fazem do tema uma espécie de microcosmo que abrange questões substanciais que marcaram as mudanças nos mundos do trabalho no século XIX. Os projetos de colonização, como então foram chamados, para população afroamericana foram propostos e negociados por Washington com os seguintes países e colônias abrangidos pelo presente trabalho: Brasil, Equador, atual Panamá (pertencente, à época, à atual Colômbia), Costa Rica, Nicarágua. Honduras, El Salvador, Guatemala, Jamaica, Belize (Honduras Britânicas), Guiana Britânica, Suriname (colônia da Holanda), na ilha dinamarquesa de Santa Cruz, Haiti e Libéria. (AU)

Processo FAPESP: 09/50916-6 - Nao diga que nao somos brancos: os projetos de colonizacao para afro-americanos do governo lincoln na perspectiva do caribe, america latina e brasil dos 1860
Beneficiário:Maria Clara Sales Carneiro Sampaio
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado