Busca avançada
Ano de início
Entree

Fabio Augusto Barbieri

CV Lattes ORCID


Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Faculdade de Ciências (FC)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Professor adjunto da Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Faculdade de Ciências - Departamento de Educação Física (Bauru - SP, Brasil) e professor do Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento na UNESP (Capes - 5). Bacharel (2004) e licenciado (2007) em Educação Física e mestre em Ciências da Motricidade (2007) pela UNESP. Doutor em Ciências da Motricidade pela UNESP (2012) e Ph.D. em Human Movement Science pela VU Amsterdam University (Holanda - 2013). Pós-Doutor em Educação Física pela UNESP (2015). Livre-Docente em Ciências do Movimento. Coordenador do Laboratório de Pesquisa em Movimento Humano (MOVI-LAB) e do projeto de Extensão ATIVA PARKINSON. É membro da International Parkinson and Movement Disorder Society, International Society for Posture and Gait Research, International Society of Biomechanics, Sociedade Brasileira de Comportamento Motor e Sociedade Brasileira de Biomecânica. Atualmente, é vice-chefe do Departamento de Educação Física, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Comportamento Motor, membro do Translation Steering Committee da International Parkinson and Movement Disorder Society e editor chefe da Brazilian Journal of Motor Behavior. Realizou estágio no exterior na VU Amsterdam University - Amsterdam - Holanda, Purdue University - West Lafayette - Estados Unidos e Universidade de Porto - Porto - Portugal. O principal objetivo do seu grupo de pesquisa é compreender a neuromecânica dos movimentos humanos. Nosso grupo estuda como o movimento humano é planejado e controlado, especialmente no contexto do envelhecimento, distúrbios do movimento e desempenho esportivo. A abordagem da nossa pesquisa consiste em uma combinação de estudos experimentais, intervenções e ensaios clínicos com o objetivo de desvendar a interação entre os sistemas neurais, perceptivos e motores, além de considerar as restrições orgânicas, relacionadas à tarefa e ao ambiente. Essas abordagens são desenvolvidas para promover programas de prevenção, diagnóstico, intervenção e reabilitação para melhorar a qualidade de movimentos da vida diária na população com distúrbios do movimento e no envelhecimento, e para melhorar o desempenho durante a prática esportiva e a vida cotidiana. Para atingir esses objetivos, os estudos empregam metodologias neuromecânicas (por exemplo, ferramentas de captura de movimento, EEG e EMG) e perceptivas (por exemplo, rastreamento ocular) para entender o movimento humano e os distúrbios relacionados. https://movilabunesp.com e-mail: fabio.barbieri@unesp.br (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 26/11/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: