Busca avançada
Ano de início
Entree

Jaime Henrique Amorim Santos

CV Lattes ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas (ICB)  (Instituição Sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Biomédico formado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2004), com mestrado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2008), doutorado em Biotecnologia pela Universidade de São Paulo (2013) e pós-doutorado em Virologia pela Universidade de São Paulo, Purdue University (EUA) e La Jolla Institute for Immunology (EUA). Livre-docente em Virologia pela Universidade de São Paulo (2024). Atualmente, é docente da Universidade Federal do Oeste da Bahia, fundador e responsável técnico do Instituto de Virologia do Oeste da Bahia, prestando os serviços de diagnóstico molecular e microbiológico, e desenvolvendo pesquisas sobre doenças de etiologia viral. Membro da Sociedade Brasileira de Virologia (SBV). Teve ação destacada no enfrentamento da pandemia de COVID-19, prestando serviço de diagnóstico molecular e sequenciamento genômico a toda a região oeste da Bahia. Atua, ainda, como membro permanente dos Programas de Pós-graduação em Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal do Oeste da Bahia e do Programa de Pós-graduação em Biologia e Biotecnologia de Micro-organismos, da Universidade Estadual de Santa Cruz. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Virologia, atuando principalmente nos seguintes temas: imunologia das infecções virais, epidemiologia molecular, patologia clínica e vacinologia. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 13/07/2024
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Serviço temporariamente indisponível

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Um vilão de muitas caras


Publicado em 14 de junho de 2015 - Pesquisa FAPESP. Em vídeo produzido pela equipe de Pesquisa FAPESP, pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) falam sobre a importância de se estudar a genética do vírus da dengue, a evolução urbana do surto da doença e a produção de mosquitos modificados geneticamente que dão cria a proles que morrem antes da idade adulta, diminuindo sua transmissão. Até 18 de abril de 2015, o Ministério da Saúde registrou 746 mil casos da doença no Brasil, dos quais quase 66% na região Sudeste. De acordo com os pesquisadores, as estratégias contra a dengue devem ser usadas em conjunto para um combate mais eficaz ao vírus.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador utilizando este formulário.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: