Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do Google Scholar, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Diversidade de opiliões do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Rio de Janeiro, Brasil (Arachnida: Opiliones)

Texto completo
Autor(es):
Bragagnolo, Cibele [1] ; Pinto-da-Rocha, Ricardo
Número total de Autores: 2
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de São Paulo (USP). Museu de Zoologia - Brasil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Biota Neotropica; v. 3, n. 1, p. 0-0, 2003.
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Zoologia
Assunto(s):Arachnida   Opiliona   Biodiversidade   Parques nacionais   Teresópolis (RJ)
Resumo

Dois métodos de coleta (captura livre e captura em parcelas) foram empregados para amostrar os opiliões no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, RJ. No total, foram realizadas 83 amostras, com um total de 1.194 opiliões adultos, representando três famílias, 27 gêneros e 52 espécies. Para as estimativas de riqueza de espécies, foi utilizado o programa EstimateS 5.0 e os seguintes estimadores de riqueza de espécies: Chao1, Chao2, ACE, ICE, Bootstrap, Jackknife1 e Jackknife2. Em ambos os métodos de coleta, e na combinação destes, as curvas de acumulação de espécies tenderam à estabilidade. Entretanto, as estimativas de riqueza de espécies variaram significativamente entre os sete estimadores utilizados, sendo a estimativa Bootstrap a mais baixa (57 spp.) e Jackknife2 a mais alta (70 spp.). O método de parcelas apresentou um maior número de amostras e de indivíduos adultos. Entretanto, a maior riqueza de espécies foi obtida pelo método de captura livre. Somando as espécies coletadas por este estudo e as espécies já registradas na literatura conclui-se que o Parque Nacional da Serra dos Órgãos possui a maior diversidade de opiliões conhecida até o momento no país, com 64 espécies. (AU)

Processo FAPESP: 01/03033-0 - Organização da coleção de Arachnida do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo
Beneficiário:Cibele Bragagnolo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo FAPESP: 99/05446-8 - Biodiversidade de Arachnida e Myriapoda do estado de São Paulo
Beneficiário:Antonio Domingos Brescovit
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático