Busca avançada
Ano de início
Entree

Computing language and cognitive deficits in a three layered cortex

Processo: 17/50406-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2018 - 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica de Processos e Sistemas
Pesquisador responsável:Fábio Marques Simões de Souza
Beneficiário:Fábio Marques Simões de Souza
Pesq. responsável no exterior: Diego Restrepo
Instituição no exterior: University of Colorado, Denver (CU), Estados Unidos
Instituição-sede: Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/18825-4 - Computando linguagem com neurônios espelho, AP.PITE
Assunto(s):Neurociência computacional  Modelagem computacional  Córtex auditivo  Neurônios  Cognição  Projetos SPRINT 

Resumo

A pesquisa em andamento financiada pela FAPESP/IBM tem como objetivo desenvolver um modelo de rede neocortical com neurônios espelho que reconheça verbos acordo com parâmetros lexicais para mimetizar o desempenho humano em uma tarefa de reconhecimento de verbos. Durante a evolução do neocórtex, aspectos da estrutura de áreas olfatórias primitivas foram adaptadas para novas funções em áreas neocorticais. Portanto, a compreensão do córtex olfatório de três camadas, como o córtex piriforme, de certa forma ajuda na compreensão da computação de funções cognitivas em estruturas neocorticais de seis camadas. Nós desenvolveremos um modelo computacional de três camadas do córtex piriforme para investigar mudanças nas oscilações afetadas pela desordem moderada da mielina. Esses estudos testarão se as bases neurais por trás das mudanças das funções cognitivas na desordem moderada da mielina são causadas por oscilações alteradas danificando a, comunicação neural entre áreas. Essa abordagem beneficiará diretamente as capacidades computacionais da rede neocortical com neurônios espelho para computação de linguagem por revelar como a sintática é codificada nas oscilações neurais. (AU)