Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU concedido no processo 2017/50333-7: sequenciador genético de DNA

Processo: 18/21193-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 31 de outubro de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Paulo Rossi Menezes
Beneficiário:Paulo Rossi Menezes
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50333-7 - Plano de desenvolvimento institucional em pesquisa do Instituto Adolfo Lutz (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Análise de sequência de DNA  Epidemiologia  Equipamentos multiusuários 
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU:http://www.ial.sp.gov.br/ial/servicos/equipamentos-multiusuarios
Tipo de equipamento:Caracterização e Análises de Amostras - Proteínas/Ácidos nuclêicos - Sequenciadores
Fabricante: Applied Biosystems
Modelo: Modelo 3500

Resumo

O Plano de Desenvolvimento Institucional de Pesquisa do Instituto Adolfo Lutz (PDIP/IAL) apresenta estratégias para a transformação que pretende alcançar nos próximos anos como instituição de Ciência e Pesquisa na área de Saúde Pública. O PDIP/IAL foi traçado tendo como norteador o desenvolvimento de ações laboratoriais com a finalidade de produzir insumos que auxiliem a vigilância de doenças infecciosas e resposta a esquemas vacinais, visando proteger, prevenir e promover a saúde e melhoria da qualidade de vida da população. Para atingir tal finalidade, foram propostos projetos de pesquisa inovadores na área de Saúde Pública, a formação de recursos humanos, a vinda de jovens pesquisadores com comprovado êxito após doutoramento e a modernização do parque de equipamentos da instituição, incluindo a aquisição de um equipamento de sequenciamento de fragmentos curtos na modalidade de Equipamento Multiusuário (EMU). Entre as principais utilizações atuais do sequenciador de fragmentos curtos destacam-se, na virologia, a genotipagem do HIV, dos vírus das hepatites, do vírus influenza e arbovirus. Na área da Bacteriologia, é empregado para identificação e confirmação de patógenos emergentes e reemergentes importantes à saúde pública, também sendo utilizado para retratar mudanças na epidemiologia das infecções por patógenos emergentes e reemergentes, bem como aqueles causadores de doenças crônicas. Neste sentido, análises de multi-locus sequence typing (MLST), permite identificar clones emergentes ou reemergentes de micro-organismos, graças ao sequenciamento de genes que refletem a história evolutiva de um organismo. O potencial de utilização da plataforma de sequenciamento de fragmentos curtos é inquestionável, podendo atender as novas demandas de pesquisa dos Centros de Patologia, Parasitologia, Imunologia Virologia e Bacteriologia lotados no Instituto Adolfo Lutz Central, ainda nos treze Laboratórios Regionais do IAL. (AU)