Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução dos atributos florais relacionados com atração de polinizadores em Vanilla (Orchidaceae)

Processo: 18/07357-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2019 - 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Emerson Ricardo Pansarin
Beneficiário:Emerson Ricardo Pansarin
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Polinização  Evolução  Ecologia vegetal 

Resumo

*Os sistemas de polinização exibidos pelas flores das orquídeas têm inspirado biólogos ao longo dos séculos. Para Vanilla, no entanto, embora seja um gênero de grande importância econômica, pouca atenção tem sido dada aos sistemas de polinização e mecanismos relacionados à atração de polinizadores. Estudos prévios revelam, no entanto, que a polinização da maioria das espécies parece estar relacionada com a atração de machos de abelhas euglossine, grupo de polinizadores que aprece em mais de um clado em Vanilla. O entendendimento dos processos de polinização em espécies de Vanilla é importante, uma vez que a produção de frutos é baseada exclusivamente em polinizações manuais. No entanto, os dados sobre a estrutura anatômica e histoquímica das glândulas florais e análises de fragrâncias são escassos quando comparada com a diversidade desse gênero de orquídeas. Além disso, os caracteres florais e os constituintes das fragrâncias nunca foram analisados em um contexto evolutivo para o grupo. O presente projeto tem como um dos objetivos testar a hipótese de evolução convergente de atributos florais em Vanilla, uma vez que polinização por abelhas euglossine tem sido registrada em pelo menos dois clados no gênero. Outro objetivo é testar a hipótese que há variação no tipo de recurso floral, na composição dos voláteis florais e refletância floral, uma vez que não apenas abelhas euglossine, mas outros grupos de polinizadores, como abelhas Centridini e beija-flores tem sido observados como polinizadores. Para isso, serão identificadas as estruturas secretoras, os tecidos envolvidos na secreção, os padrões de refletância floral, bem como os compostos voláteis presentes em pelo menos 30 espécies desse gênero. Além disso, serão analisadas regiões do DNA ribossômico nuclear (nrDNA) e do DNA de cloroplasto (cpDNA) a fim de se obter uma filogenia robusta para o grupo. A coloração das flores será estudada pelo método de refletância floral, utilizando um espectrofotômetro portátil. A análise das fragrâncias florais será feita por GC-MS. As flores de cada espécie também serão analisadas com base em caracteres morfo-anatômicos. A partir dos dados obtidos será analisado como ocorreu a evolução dos atributos florais relacionados com polinizadores, mecanismos de polinização e fragrâncias florais no gênero. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.