Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU concedido no projeto 14/50880-0: equipamento: microscópio eletrônico de varredura de mesa

Processo: 18/23660-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2026
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Marcos Antonio Machado
Beneficiário:Marcos Antonio Machado
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50880-0 - INCT 2014: de genômica comparativa e funcional e melhoramento assistido de citros, AP.TEM
Assunto(s):Citrus  Fitopatologia 
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Agendamento de uso: E-mail de agendamento não informado

Resumo

O agronegócio da citricultura brasileira se destaca como uma das mais importantes atividades do setor agrícola Os Estados de São Paulo, Sergipe e Bahia são os principais produtores de citros e o Brasil o maior exportador de sucos concentrado congelado (FCOJ) e suco não concentrado (NFC). A baixa produtividade agrícola brasileira (média de 2 caixas de 40,8 kg/planta/ano) ainda está associada à expansão simultânea de pragas e doenças, com significativo reflexo nos custos de produção, ao plantio em áreas sem irrigação e à estreita base genética da citricultura industrial.Estima-se que mais de 80 % dos custos de produção de citros no Brasil estejam relacionados ao controle fitossanitários de pragas e doenças. Entre estas destacam-se huanglongbing (HLB), leprose, clorose variegada dos citros (CVC), pinta preta (MPC), mancha marrom de alternaria (MMA), morte súbita, cancro cítrico, gomose e tristeza. O esgotamento do modelo de convivência ou de controle químico de vetores de doenças com seus altos custos financeiros e ambientais têm destacado a importância dos trabalhos de melhoramento genético, como estratégia abrangente e duradoura de controle de doenças. O Centro de Citricultura Sylvio Moreira do Instituto Agronômico de Campinas e a Embrapa atuam há vários anos no melhoramento dos citros, desenvolvendo trabalhos de produção e avaliação de novos materiais genéticos incorporando ferramentas de biotecnologia para acelerar ganhos genéticos. Como sede do INCT Citros, o Centro de Citricultura ampliou o banco de dados de genomas de citros, integrando melhoramento genético, genoma comparativo e funcional de citros e alguns de seus patógenos. Além de gerar o maior banco de dados de genoma de citros no mundo, esse projeto ampliou sobremaneira o número de novos híbridos de copa e porta-enxertoscitros em avaliação de campo, além de marcadores moleculares para mapeamento genético e descobriu novos genes potencialmente associados à resistência a doenças. A presente proposta submetida ao Edital 016/2014 dos INCT representa a continuidade e expansão do programa do INCT Citros, com os principais grupos de pesquisa que trabalham com citros no Brasil, focalizando os temas relacionados ao melhoramento genético e genoma comparativo e funcional de citros e seus patógenos. Essa nova proposta do INCT Citros mantém a estrutura de três plataformas, otimizando-as e procurando integrá-las, com foco no desenvolvimento de novos conhecimentos e tecnologia ao setor citrícola. Plataforma de genômica comparativa, com foco nos estudos de genoma comparativo de mais genótipos de citros, conclusão dos genomas de importantes patógenos, além de ampliar a base de dados sobre miRNA e processos com regulação epigénetica. O entendimento das relações citros e seus patógenos, a prospecção de genes e promotores, a diversidade genômica do grupo citros (plataforma de SNPs) e a regulação de processos genéticos, são aspectos mais relevantes nessa plataforma. Plataforma de genômica funcional reúne projetos específicos em todos os patossistemas com objetivo de ampliar os conhecimentos potencialmente aplicáveis nas fases seguintes do programa. Todas as propostas têm focos específicos derivados dos conhecimentos gerados no INCT anterior. Plataforma melhoramento assistido é a plataforma mais tecnológica do INCT Citros e representa a interface avançada do melhoramento na qual muitas das informações geradas previamente (marcadores, mapas, genes, promotores), assim como material genético (híbridos de cruzamento controlado e eventos de transformação genética já obtidos) estão sendo validados em condições de campo, permitindo uma razoável aproximação da estratégia de melhoramento assistido por marcadores. (AU)