Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de fitobactérias importantes no Brasil com Multilocus Sequence Analysis (MLSA)

Resumo

Nas últimas décadas as fitobactérias foram caracterizadas em magnitude e com um detalhamento nunca antes observados na história da Microbiologia. Foram os avanços nas técnicas e no conhecimento em biologia molecular que permitiram essa melhor caracterização de procariotos. Isso alterou a forma como as bactérias são identificadas e classificadas. Testes bioquímicos e de patogenicidade, antes essenciais para a identificação dos agentes causais de fitobacterioses, foram em grande parte substituídos por testes de genotipagem molecular, principalmente pela comparação de sequências do DNA ribossomal (16S-23S rDNA) e de genes essenciais ao metabolismo (housekeeping). No entanto, esses avanços ainda não foram incorporados como rotina em laboratórios e clínicas fitopatológicas no Brasil. Como consequência, pouco conhecemos da população de fitobactérias, no que se refere as espécies, subespécies e patovares, que afetam algumas das principais plantas cultivadas no País. Diante disso, no presente projeto caracterizaremos uma coleção de aproximadamente 150 fitobactérias isoladas de plantas sintomáticas de tomateiro, brássicas, cucurbitáceas, alface e batata, entre outras. Para essa caracterização empregaremos a análise de sequências multilocus (Multilocus Sequence Analysis - MLSA) a partir da amplificação e sequenciamento dos genes 16S rDNA e de 4 housekeeping para cada isolado bacteriano. Dessa forma, MLSA será aplicada para a correta identificação das espécies associadas a doenças importantes no Brasil, como exemplos canela preta/talo oco em batata (enterobactérias), manchas foliares em alface, brássicas, cucurbitáceas e tomateiro (Xanthomonas) e manchas em folhas e frutos em diferentes hospedeiros (Pseudomonas). Essa caracterização é necessária para reduzirmos o gap de conhecimento acerca de quais são algumas das espécies mais importantes de fitobactérias que ocorrem no Brasil. Essa falta de conhecimento é decorrente da ausência de estudos de populações de fitobactérias com algumas das técnicas de biologia molecular utilizadas nas mais recentes reclassificações desses patógenos. Como resultados, além do conhecimento científico acerca de algumas populações de fitobactérias importantes no Brasil, subsídios serão gerados para a melhoria dos processos adotados em sistemas de quarentena vegetal, no diagnóstico de doenças de plantas e no manejo dessas doenças. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)