Busca avançada
Ano de início
Entree

Segregação cromossômica em Xanthomonas citri subsp. citri

Processo: 10/02041-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Henrique Ferreira
Beneficiário:Amanda Piovesan Ucci
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/09252-0 - Segregação cromossômica em Xanthomonas citri subsp. citri, BE.EP.DR
Assunto(s):Fitopatologia   Cancro (doença de planta)   Xanthomonas   Citrus

Resumo

A bactéria Xanthomonas citri subsp. citri (Xcc) é o agente etiológico do cancro cítrico, uma doença severa que afeta plantas de citros em todo o mundo e para a qual não há uma forma eficaz de controle. Há praticamente uma década, o genoma de Xcc foi completamente sequenciado em um esforço para se acelerar o conhecimento da biologia desta bactéria e também, em parte, devido à importância econômica da doença que ela causa. A anotação de seu genoma revelou 4.313 ORFs das quais 2.710 codificam para produtos homólogos a proteínas já conhecidas, sendo o restante, 30-40%, desconhecidas ou hipotéticas. A obtenção do genoma de Xcc sem dúvida representou um marco nos estudos deste microrganismo, porém, muito pouco ainda se sabe sobre alguns de seus processos essenciais como replicação e segregação do material genético, septação, divisão e crescimento celular. Tais processos são em geral conduzidos em bactérias por complexos proteicos apresentando diferenças significativas quando em comparação com complexos de função análoga em eucariotos mais derivados e são, portanto, excelentes alvos para o desenvolvimento de agentes antimicrobianos. Esta proposta tem por finalidade iniciar estudos sobre o processo de segregação cromossômica em Xcc através da caracterização da proteína ParB, potencialmente codificada por este microrganismo (ParBXcc). Proteínas do tipo ParB se ligam ao DNA e são capazes de formar complexos funcionalmente semelhantes aos centrômeros eucarióticos, tendo uma provável atuação na correta partição de cromossomos. A caracterização de ParBXcc envolverá disrupção gênica da ORF que a codifica para medirmos sua essencialidade; sua expressão em Xcc na forma de proteína de fusão contendo a cauda TAP para averiguarmos a provável interação de ParBXcc-TAP com ParB nativo (proteínas tipo ParB em outros microrganismos formam dímeros) e ainda com ParA e SMC; faremos também a localização subcelular de ParB-GFP em Xcc, que poderá apresentar fenótipo semelhante aos observados para proteínas análogas em outras bactérias (dois foci co-localizando com as regiões das origens de replicação cromossômica); finalmente, faremos a caracterização bioquímica de ParBXcc purificada a partir de E. coli onde mediremos suas propriedades de ligação ao DNA e formação de complexos núcleo-proteicos de alta ordem. A constatação de existência e funcionalidade de um sistema de partição cromossômica ParA/B em Xcc abrirá nova frente de pesquisa sobre a manutenção da integridade cromossômica nesta bactéria e fornecerá informações que poderão contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias e drogas para o controle do cancro cítrico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
UCCI, AMANDA P.; MARTINS, PAULA M. M.; LAU, IVY F.; BACCI, JR., MAURICIO; BELASQUE, JR., JOSE; FERREIRA, HENRIQUE. Asymmetric chromosome segregation in Xanthomonas citri ssp. citri. MICROBIOLOGYOPEN, v. 3, n. 1, p. 29-41, FEB 2014. Citações Web of Science: 5.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
UCCI, Amanda Piovesan. Funcionalidade das proteínas ParA e ParB na segregação cromossômica de Xanthomonas citri ssp citri. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias Farmaceuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.