Busca avançada
Ano de início
Entree

Um nanoimunossensor altamente específico e sensível para o diagnóstico de Doenças do Espectro da Neuromielite Óptica

Processo: 19/21949-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Fabio de Lima Leite
Beneficiário:Fabio de Lima Leite
Instituição-sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Biomarcadores  Microscopia de força atômica  Neuromielite óptica  Biotecnologia  Diagnóstico 

Resumo

O correto diagnóstico das doenças do espectro da neuromielite óptica (ENMO) é muito importante para melhorar o prognóstico dos pacientes, o qual exige testes altamente específicos e sensíveis. o teste baseado em célula (CBA) é o mais recomendado atualmente para detectar anticorpos anti-aquaporina 4 (anti-AQP4) pois possui 100% de especificidade e 76% de sensibilidade. Neste trabalho, nós testamos quatro peptídeos das alças externas da proteína AQP4 (AQP461-70, AQP4131-140, AQP4141-150 e AQP4201-210) com um nanoimunossensor de microscopia de força atômica, a fim de desenvolver um teste para diagnóstico de ENMO. Foi possível desenvolver o nanoimunossensor-AQP461-70 que detectou o anti-AQP4 no soro de pacientes de ENMO com eficácia, ou seja, com 100% de especificidade (95% CI 63.06-100), determinado pelo ponto de corte da força de adesão de 241,3 pN. Os pacientes de ENMO foram distinguidos de outros grupos, como voluntários saudáveis, pacientes com esclerose múltipla e pacientes com ENMO soronegativos. A sensibilidade do nanoimunossensor foi de 81,25% (95% CI 56.50-99.43), um pouco maior que a sensibilidade do método CBA. Esses resultados evidenciam que as diferenças entre os fenótipos soropositivo e soronegativo estão relacionados a epítopos doença-específicos. A ausência do anti-AQP4 nos soros de pacientes de ENMO soronegativos pode estar relacionado existência de outros potenciais antígenos não-AQP4, ou seja, epítopos de outras proteínas como alvo dos anticorpos. (AU)