Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de métodos analíticos visando a especificação de elementos químicos em amostras de interesse clínico e ambiental utilizando a espectrometria de massas com plasma acoplado (ICPMS)

Processo: 06/00919-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2007 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Fernando Barbosa Júnior
Beneficiário:Fernando Barbosa Júnior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Métodos analíticos de preparação de amostras  Espectrometria de massa por plasma acoplado indutivamente  Microextração em fase sólida  Especiação química 

Resumo

Pretende-se desenvolver métodos simples, rápidos e automatizados para especiação química de diversos elementos químicos (Se, Hg, As, Sb, Te, V) em amostras de interesse ambiental e clínico. Para tal, serão avaliados sistemas para extração de formas orgânicas dos metais em amostras de sangue e cabelo e em amostras de interesse ambiental, utilizando as técnicas de microextração em fase sólida (SPME) e microextração com energia de ultra-som. O uso destas duas técnicas de extração eliminará o uso de solventes orgânicos ou de grandes quantidades de ácidos inorgânicos durante a etapa de extração das espécies organometálicas. Neste sentido, espera-se simplificar os métodos existentes, reduzindo o consumo de reagentes, possibilitando a extração “in situ” das espécies em estudo, reduzindo o tempo de preparo das amostras e minimizando os efeitos de degradação e formação de artefatos durante as etapas de coleta e pré-tratamento da amostra. Estas duas etapas, usualmente são as etapas mais laboriosas e onde há o maior risco de contaminação das amostras durante a análise. Para a detecção das formas orgânicas de cada metal será utilizado um cromatografo líquido hifenado a um detector de espectrometria de massas com plasma acoplado (ICPMS), que possibilita a detecção dos elementos em estudo em níveis da ordem de ng/L ou pg/L. Para a validação dos métodos serão analisados Materiais de Referência Certificada do “National Institute of Standards and Technology” (NIST), do “National Research Council” (NRC) no Canadá, da “International Atomic Energy Agency” (IAEA) e Materiais de Referência produzidos pelo Departamento de Saúde Pública do Estado de Nova Iorque nos Estados Unidos. Dentro deste estudo, participaremos de Programa de Intercomparação de Laboratórios e de Programa de Proficiência de Laboratórios (NYS PT program) realizado pelo Departamento de Saúde Pública do Estado de Nova Iorque que entre outras coisas visa a criação de Materiais de Referência Certificada contendo diferentes espécies de elementos químicos. Sendo assim, espera-se a nucleação de um grupo em duas áreas deficitárias na química analítica em nosso país, com uma visão voltada ao desenvolvimento de métodos para especiação química de metais utilizando o conceito moderno de química verde e o desenvolvimento de Materiais de Referência Certificada. (AU)