Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da suplementação de Vitamina D na remodelação ventricular após o infarto do miocárdio

Processo: 10/18176-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2011 - 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Leonardo Antonio Mamede Zornoff
Beneficiário:Leonardo Antonio Mamede Zornoff
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Beatriz Bojikian Matsubara ; Luiz Shiguero Matsubara ; Marcos Ferreira Minicucci ; Paula Schmidt Azevedo Gaiolla ; Sergio Alberto Rupp de Paiva
Assunto(s):Cardiologia  Insuficiência cardíaca 

Resumo

O processo de remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio está associado à pior prognóstico. Na fase aguda, a remodelação é o substrato fisiopatológico para a formação do aneurisma ventricular, do mesmo modo que predispõe o coração infartado à ruptura ventricular. Cronicamente, a remodelação está associada com maior prevalência de arritmias malignas, ao mesmo tempo em que desempenha papel fundamental na fisiopatologia da disfunção ventricular. Esse fenômeno se deve ao fato de que a região não infartada é alvo de diversas alterações genéticas, estruturais e bioquímicas que vão resultar em progressiva deterioração da capacidade funcional do coração e morte. Portanto, estratégias que atenuam a remodelação resultam em melhora do prognóstico pós-infarto.Evidências recentes sugerem que alterações dos níveis de vitamina D podem resultar em importantes ações cardiovasculares. Evidências acumuladas em diversos modelos experimentais sugerem que a vitamina D poderia modular o processo de remodelação cardíaca. Aspecto a ser enfatizado refere-se ao fato de que os efeitos da suplementação de vitamina D sobre o coração após o infarto não são conhecidos. No atual protocolo, temos o intuito de analisar os efeitos da suplementação de vitamina D nas alterações morfológicas e funcionais cardíacas após o infarto agudo do miocárdio em ratos. Adicionalmente, pretendemos avaliar a participação da vitamina D em alguns dos principais mecanismos envolvidos no processo da remodelação cardíaca, tais como: hipertrofia e alterações da geometria ventricular, alterações funcionais, quantidade de colágeno, estresse oxidativo, ativação das metaloproteases 2 e 9, metabolismo energético, apoptose e expressão de citocinas e alterações na distribuição das cadeias pesadas da miosina. (AU)