Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação e distribuição de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) e metais no material particulado atmosférico e em solos superficiais e poeira de rua dos campi da Universidade de São Paulo (Butantã e EACH) e de seu entorno

Processo: 10/20835-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Christine Laure Marie Bourotte
Beneficiário:Christine Laure Marie Bourotte
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Adalgiza Fornaro ; Andrea Cavicchioli ; Maria Cristina Forti ; Mary Rosa Rodrigues de Marchi ; Regina Maura de Miranda
Assunto(s):Geologia ambiental  Poluição atmosférica  Poluição do solo  Metais pesados  Hidrocarbonetos  Poeira 

Resumo

Os solos urbanos são submetidos às intensas atividades antrópicas associadas às construções, atividades industriais e intenso tráfego de veículos. A poluição do solo por metais traço e HPAs tem sido relatada em vários estudos realizados em diversos contextos de ocupação do solo (residencial, industrial, etc.), principalmente no Hemisfério Norte e na Asia que mostram padrões de contaminação distintos em função desta ocupação. Entretanto dados quantitativos e informações sobre o comportamento desses compostos nos solos de países tropicais em áreas urbanas e naturais ainda são escassos e os processos ainda pouco entendidos. Recentemente, com enfoque na interação atmosfera-superfície e na transferência de contaminantes em solos superficiais via particulado atmosférico, os estudos têm enfocado a poeira de rua por ser considerada uma das principais fontes de material particulado atmosférico em ambiente urbano e por ser facilmente re-suspensa, mas também por ser uma fonte de contaminação de corpos d'água, solos e vegetação através do escoamento superficial das principais vias de tráfego. Existem poucos estudos que permitem avaliar a variação da concentração e do tamanho dessas partículas bem como entender seus fatores de controle e sua composição química. Considerando que o solo é receptor de contaminantes, metais e HPAs são transportados por via atmosférica, HPAs são poluentes orgânicos persistentes e podem ser utilizados como traçadores de fontes antrópicas no meio ambiente e que existem poucas informações quanto a ocorrência e distribuição de HPAs nos solos tropicais e urbanos, a proposta tem como principal objetivo determinar os teores de HPAs e metais e sua distribuição espacial nos solos superficiais e poeira de rua bem como sua correlação com o material particulado atmosférico nos Campi da Universidade de São Paulo, inseridos nas zonas Oeste e Leste da Cidade de São Paulo, respectivamente. Pretende-se assim contribuir para um melhor entendimento da interação atmosfera-superfície e da transferência de contaminantes em solos superficiais por material particulado atmosférico e atingir um aspecto de contaminação ainda pouco abordado no Brasil. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOUROTTE, CHRISTINE L. M.; SUGAUARA, LUCY E.; DE MARCHI, MARY R. R.; SOUTO-OLIVEIRA, CARLOS E. Trace metals and PAHs in topsoils of the University campus in the megacity of Sao Paulo, Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 91, n. 3 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.