Busca avançada
Ano de início
Entree

Spinal motoneuron synaptic plasticity after axotomy ín “The absence of inducible nitric oxide synthase

Processo: 10/07471-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2010 - 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira
Beneficiário:Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Medula espinhal  Microglia  Axotomia  Neurobiologia  Óxido nítrico sintase tipo II  Astrócitos 

Resumo

Objetivos: A plasticidade sináptica é um fenômeno presente durante o desenvolvimento e reparo do Sistema Nervoso. Contudo, os mecanismos de comunicação entre os neurônios pré e pós-sinápticos, bem como com a glia são pouco conhecidos. Neste sentido, o óxido nítrico (NO) pode estar relacionado com esses processos. A ausência da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS), por estar presente nas células gliais, pode auxiliar no melhor entendimento do papel do NO como meio de comunicação entre neurônios e glia. Assim, no presente estudo investigamos eventos de plasticidade celular no microambiente medular após a transecção no nervo ciático em camundongos knock-out para iNOS (KO-iNOS).Métodos e Resultados: Camundongos C57BL/6J KO-iNOS e C57BL/6J foram submetidos à transecção do nervo ciático esquerdo, sendo sacrificados após 1 semana da lesão. As medulas foram obtidas e processadas para imunohistoquímica (IH) empregando-se os anticorpos anti-GFAP e anti-sinaptofisina. As imunomarcações foram quantificadas, sendo comparadas as razões entre os lados esquerdo e direito das duas linhagens. Os resultados mostraram um aumento da expressão de GFAP em camundongos KO iNOS (4,3±0,14; média±erro padrão) em relação aos C57BL/6J (2,35±0,02). No entanto, a expressão basal dessa proteína no lado contralateral à lesão foi menor em animais KO-iNOS (0,98±0,05) do que em C57BL/6J (2,12±0,09). No que diz respeito a expressão de sinaptofisina, houve uma diferença significativa entre as duas linhagens (0,57±0,03 - KO-iNOS; 0,72±0,05 - C57BL/6J; p<0,05).Conclusão: A menor expressão basal de GFAP nos animiais KO-iNOS indica uma possível implicação do NO na reatividade astroglial. Por outro lado, após axotomia, mecanismos compensatórios devem estar presentes, visto que nos animais KO-iNOS ocorreu um aumento significativo da astrogliose reativa. Esta porém, não foi suficiente para garantir a ocorrência de plasticidade sináptica similar ao observado nos camundongos C57BL/6J. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
EMIRANDETTI, AMANDA; SIMOES, GUSTAVO F.; ZANON, RENATA G.; OLIVEIRA, ALEXANDRE L. R. Spinal motoneuron synaptic plasticity after axotomy in the absence of inducible nitric oxide synthase. JOURNAL OF NEUROINFLAMMATION, v. 7, MAY 24 2010. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.