Busca avançada
Ano de início
Entree

Conexões entre as vias de apoptose, estresse de retículo endoplasmático e autofagia em tecido adiposo de animais obesos

Processo: 11/17927-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Eliana Pereira de Araujo
Beneficiário:Eliana Pereira de Araujo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia  Autofagia  Tecido adiposo  Apoptose  Obesidade  Diabetes mellitus 

Resumo

Obesidade e diabetes encontram-se hoje entre as doenças de maior prevalência no mundo. Os mecanismos responsáveis pela associação clínica frequente entre estas duas condições não são completamente conhecidos. De acordo com estudos em modelos animais, resistência hipotalâmica à ação da leptina e insulina gera um desequilíbrio na homeostase energética favorecendo o progressivo ganho de peso. O tecido adiposo hipertrofiado recruta macrófagos que geram um processo inflamatório sistêmico subclínico. A ativação de vias inflamatórias em células musculares, hepáticas e adiposas, resulta na deterioração do sinal da insulina, e eventualmente em hiperglicemia. Estudos recentes revelam que, em adipócitos, a ativação de vias inflamatórias resulta de uma complexa associação entre sinais extra-celulares transduzidos por receptores TLR4 e a indução de estresse de reticulo endoplasmático. Com a progressão do sinal inflamatório, vias pró-apoptóticas podem sem ativadas, entretanto, as conexões entre a sinalização inflamatória o estresse de reticulo e a apoptose no contexto da obesidade, não são completamente conhecidas. O presente projeto tem por objetivo avaliar a participação da autofagia na conexão entre os eventos descritos acima. Autofagia é um processo celular complexo que disponibiliza energia para a célula a partir da degradação de organelas. Neste estudo obesidade será induzida por dieta e autofagia, estresse de reticulo endoplasmático e apoptose serão estudadas por real-time PCR, westernblot e microscopia eletrônica. Acreditamos que a caracterização da autofagia no contexto da obesidade proporcionará avanço no conhecimento dos mecanismos envolvidos na conexão entre obesidade, inflamação e resistência à insulina. (AU)