Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de processo otimizado e economicamente viável para a produção de biosilicato para tratamento da hipersensibilidade dentinária

Processo: 03/13389-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2004 - 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Christian Ravagnani
Beneficiário:Christian Ravagnani
Empresa:Vitrovita Instituto de Inovação em Vitrocerâmicos Importação e Exportação Ltda. - EPP
Município: São Carlos
Auxílios(s) vinculado(s):05/56126-6 - Desenvolvimento de processo otimizado e economicamente viável para a produção de biosilicato para tratamento de hipersensibilidade dentinária, AP.PAPI
Bolsa(s) vinculada(s):05/52691-0 - Desenvolvimento de processo otimizado e economicamente viavel para a producao de biosilicato para tratamento de hipersensibilidade dentinaria., BP.TT
04/10233-3 - Desenvolvimento de processo otimizado e economicamente viável para a produção de biosilicato para tratamento da hipersensibilidade dentinária, BP.TT
04/07435-3 - Desenvolvimento de processo otimizado e economicamente viável para a produção de biosilicato para tratamento da hipersensibilidade dentinária, BP.PIPE
Assunto(s):Biomateriais cerâmicos  Vitrocerâmica  Bioatividade 

Resumo

As comunidades científica e empresarial têm aplicado muitos esforços na busca de produtos e tratamentos mais satisfatórios para o problema da hipersensibilidade dentinária. Os pesquisadores da Vitrovita desenvolveram, em escala laboratorial, um material cristalino bioativo inovador, denominado biosilicato, que demonstrou excelentes resultados preliminares em pesquisas in vitro e in vivo no tratamento dessa hipersensibilidade. O objetivo deste projeto é desenvolver e otimizar, até a escala piloto, um processo de produção economicamente viável do biosilicato. Deverão ser mantidos, nesta etapa, o nível de bioatividade do material, a porcentagem de cristalinidade e fase cristalina e a pureza e distribuição granulométrica adequados para a sua utilização no tratamento e eliminação da hipersensibilidade dentinária. Para atingir esses objetivos, a empresa desenvolverá pesquisas na fusão do biosilicato, utilizando diferentes cadinhos nos tratamentos térmicos para a cristalização do material e em sua moagem para a obtenção da distribuição granulométrica desejada. Espera-se, ao final do projeto, introduzir no mercado o primeiro produto nacional para o tratamento da hipersensibilidade dentinária a partir do conceito de materiais bioativos, oferecendo maior praticidade de aplicação, maior conforto aos pacientes e eliminação duradoura do problema. (AU)