Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do receptor adrenérgico beta1 no desenvolvimento da doença hepática não-alcoólica

Processo: 11/21847-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2012 - 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Miriam Oliveira Ribeiro
Beneficiário:Miriam Oliveira Ribeiro
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Metabolismo energético  Doenças metabólicas  Obesidade  Cirrose hepática  Fígado gorduroso  Receptores adrenérgicos beta  Hormônios tireóideos 

Resumo

A obesidade e a Síndrome Metabólica resultam num conjunto de fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e para o surgimento da Doença Hepática Não-Alcoólica (NAFLD). Se nao tratada, a NAFLD pode evoluir para esteato-hepatite não alcoólica (NASH), com fibrose, cirrose hepática e carcinoma hepatocelular. A nossa hipótese de trabalho contempla o papel fundamental do receptor adrenérgico ²1 no desenvolvimento da NAFLD induzida pela obesidade e sua reversão pelo tratamento com o agonista seletivo do hormônio tiroideano que se liga preferencialmente ao receptor para T3 (TR) do tipo ² (TR²), a principal isoforma de TR presente no fígado. Nossa hipótese se baseia em dois pontos fundamentais: (i) nossos achados preliminares que camundongos nocaute do receptor adrenérgico ²1 (²1KO) com obesidade induzida pela dieta apresentam esteatose e fibrose hepática severa, muito mais grave do que os animais controle, e (ii) estudos da literatura mostrando que o tratamento com T3 pode reverter esteatose hepatica. Assim sendo, a nossa hipotese sera testada em animais com ²1KO alimentados com dieta rica em gordura (40%) (HFD) e/ou tratados com T3 ou GC-24, um agonista super-seletivo do TR². Nossa abordagem metodológica envolverá a análise de parâmetros fisiológicos, bioquímicos e moleculares, incluindo peso corporal, ingestão alimentar, testes de tolerância à glicose ou insulina e medida dos lípides plasmáticos e de fatores de inflamação. Imediatamente após a morte dos animais, amostras do fígado serão processadas para análise das enzimas envolvidas no metabolismo hepatico de gorduras através de Western blot. A análise desses diferentes parâmetros permitirá compreender melhor os mecanismos envolvidos no desenvolvimento da NASH, assim como a interação entre o SNS e o hormônio tiroideano no metabolismo hepático de gorduras. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, GUSTAVO W.; BOCCO, BARBARA M. L. C.; FONSECA, TATIANA L.; MCANINCH, ELIZABETH A.; JO, SUNGRO; LARTEY, LATTOYA J.; O-SULLIVAN, INSUG; UNTERMAN, TERRY G.; PREITE, NAILLIW Z.; VOIGT, ROBIN M.; FORSYTH, CHRISTOPHER B.; KESHAVARZIAN, ALI; SINKO, RICHARD; GOLDFINE, ALLISON B.; PATTI, MARY E.; RIBEIRO, MIRIAM O.; GEREBEN, BALAZS; BIANCO, ANTONIO C. The Foxo1-Inducible Transcriptional Repressor Zfp125 Causes Hepatic Steatosis and Hypercholesterolemia. CELL REPORTS, v. 22, n. 2, p. 523-534, JAN 9 2018. Citações Web of Science: 6.
BOCCO, B. M.; FERNANDES, G. W.; LORENA, F. B.; CYSNEIROS, R. M.; CHRISTOFFOLETE, M. A.; GRECCO, S. S.; LANCELLOTTI, C. L.; ROMOFF, P.; LAGO, J. H. G.; BIANCO, A. C.; RIBEIRO, M. O. Combined treatment with caffeic and ferulic acid from Baccharis uncinella C. DC. (Asteraceae) protects against metabolic syndrome in mice. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 49, n. 3 MAR 2016. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.