Busca avançada
Ano de início
Entree

Impulsos anatômicos segregados para as sub-regiões do colículo superior de roedores associados com aproximação e defesa

Processo: 12/08713-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2012 - 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Eliane Comoli
Beneficiário:Eliane Comoli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/03655-4 - Estudo anátomo-funcional das alças sub-corticais dos gânglios da base envolvendo das camadas intermediárias do colículo superior no comportamento predatório em ratos, AP.JP
Assunto(s):Neurociências 

Resumo

O colículo superior (CS) é responsável pelas transformações sensoriomotoras requeridas para direcionar ou desviar os olhos de eventos inesperados e biologicamente importantes. Mudanças significantes no mundo externo são sinalizadas para o CS através de aferentes multisensoriais primários, organizados espacialmente de acordo com uma topografia retinotópica. Para animais em que eventos inesperados poderiam indicar a presença do predador ou presa, decisões precoces para aproximar ou esquivar são particularmente importantes. A ecologia dos roedores dita que os predadores são mais frequentemente detectados inicialmente como movimentos no campo visual superior (mapeado no CS medial), enquanto estímulos apetitivos são normalmente encontrados no campo visual inferior (mapeado no CS lateral). Nosso propósito foi explorar essa segregação funcional para revelar sítios neurais que podem induzir ou modular as respostas iniciais de aproximação ou esquiva. Pequenas injeções de Fluoro-Gold foram feitas nas sub-regiões medial ou lateral das camadas intermediárias e profundas do CS (CSm/CSl). Foi encontrada uma segregação notável de impulsos para essas duas áreas definidas funcionalmente. (i) Há estruturas que projetam apenas para o CSm (ex: áreas corticais específicas, núcleos talâmicos geniculado lateral e suprageniculado, núcleos hipotalâmicos ventromedial e pré-mamilar dorsal, e várias áreas do tronco) ou CSl (ex: córtex somatosensorial primário de representação das partes superiores do corpo e vibrissas, e núcleo parvicelular reticular no tronco). (ii) Outras estruturas projetam para ambos CSm e CSl porém de populações de neurônios segregadas topograficamente (ex: zona incerta e substância negra parte reticulada). (iii) Há poucas áreas do tronco nas quais células retrogradamente sobrepõem-se espacialmente (ex: núcleo pedunculopontino e locus coeruleus). Esses resultados indicam que significantemente mais estruturas ao longo do neuroeixo do rato estão em posição de modular respostas de defesa evocadas do CSm, e que mecanismos neurais que modulam os comportamentos de defesa e aproximação mediados pelo CS estão quase inteiramente segregados. (AU)