Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso da resistividade elétrica para identificação de variabilidade no solo

Resumo

A caracterização do solo é importante para o estabelecimento de práticas de manejo que permitam obter produções econômicas. As características de capacidade de retenção da água, porosidade, capacidade de troca de cátions e sua granulometria estão interligadas e podem ser utilizadas para definir regiões com maior ou menor potencial produtivo. Amostragens de solo seguidas de análises laboratoriais são os procedimentos utilizados para a caracterização, entretanto, para representar a variabilidade espacial é necessário coletar um elevado número de amostras, tornando o processo técnica e economicamente inviável. A resistividade elétrica do solo é uma propriedade que possui relação com importantes características, como a granulometria, porosidade, densidade e teor de água. Sua mensuração é simples e existem equipamentos desenvolvidos para aplicações na agricultura. Estes equipamentos têm se mostrado úteis na delimitação de regiões com comportamento distinto com relação à resistividade, porém, não tem sido possível identificar as características que estão sendo efetivamente mensuradas. Neste trabalho pretende-se desenvolver um método para verificar quais os efeitos da granulometria, porosidade e umidade do solo sobre a resistividade elétrica. Será desenvolvido um método, utilizando amostras indeformadas de solos distintos, e um equipamento com elevada sensibilidade para a mensuração da resistividade elétrica. Estudos sobre a variabilidade espacial da resistividade ao longo de áreas agrícolas e ao longo do perfil serão realizados para comparação com os métodos atualmente utilizados, onde as mensurações são feitas na superfície do solo. (AU)