Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de um sistema bifásico aquoso não convencional e sua aplicação na purificação de bromelina de resíduos agroindustriais

Processo: 12/14533-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Elias Basile Tambourgi
Beneficiário:Elias Basile Tambourgi
Instituição Sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Diego de Freitas Coêlho
Assunto(s):Engenharia bioquímica  Biotecnologia  Micelas  Bromelaínas  Extração líquido-líquido  Resíduos agroindustriais  Processamento downstream 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biotecnologia | Downstream Processing | engenharia bioquímica | Extração Líquido-Líquido | sistemas micelares | Processos Bioquímicos

Resumo

Bromelina é o nome genérico dado ao conjunto de endopeptidases oriundas dos membros pertencentes à família Bromeliaceae, à qual pertence o abacaxi (Ananas comosus) e o curauá (Ananás erectifolius). Devido aos importantes papéis fisiológicos que desempenham, estas enzimas oferecem um amplo espectro de aplicações terapêuticas comprovadas (ação anti-inflamatória, antitumoral; adjuvante na cicatrização; aumento na capacidade cardiorrespiratória, etc.), além de serem utilizadas por indústrias alimentícias no processamento de carnes. Para a produção industrial da bromelina, deve-se preferencialmente utilizar os resíduos do processamento do abacaxi e do curauá, visto que nestes há uma grande quantidade de bromelina e que os produtos principais dos processos (i.e., suco e fruta do abacaxi; e fibras do curauá) possuem alto valor comercial. Assim, o estudo da extração de bromelina a partir destes resíduos agroindustriais, utilizando sistemas bifásicos aquosos (SBA's) pode ser uma alternativa interessante para sua purificação e produção. Esta técnica explora a capacidade exibida por soluções de dois polímeros ou de um polímero e um sal de se separarem em duas fases aquosas sempre que certas concentrações destes constituintes sejam excedidas. Essas fases apresentam elevados teores de água, podendo em alguns casos atingir valores superiores a 90%, constituindo um ambiente suficiente ameno para preservar a estabilidade molecular das biomoléculas. Deste modo, estudos que objetivam purificar a bromelina a partir de resíduos tendo por objetivo sua comercialização para a indústria farmacêutica são altamente promissores do ponto de vista científico e tecnológico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COELHO, DIEGO F.; SATURNINO, THAIS PERON; FERNANDES, FERNANDA FREITAS; MAZZOLA, PRISCILA GAVA; SILVEIRA, EDGAR; TAMBOURGI, ELIAS BASILE. Azocasein Substrate for Determination of Proteolytic Activity: Reexamining a Traditional Method Using Bromelain Samples. BIOMED RESEARCH INTERNATIONAL, . (12/14533-8, 11/20733-7)
COELHO, DIEGO F.; SATURNINO, THAIS PERON; FERNANDES, FERNANDA FREITAS; MAZZOLA, PRISCILA GAVA; SILVEIRA, EDGAR; TAMBOURGI, ELIAS BASILE. Azocasein Substrate for Determination of Proteolytic Activity: Reexamining a Traditional Method Using Bromelain Samples. BIOMED RESEARCH INTERNATIONAL, v. 2016, p. 6-pg., . (11/20733-7, 12/14533-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.