Busca avançada
Ano de início
Entree

Intervenção ortopédica facial com ancoragem esquelética em pacientes com fissura labiopalatina completa e unilateral

Processo: 13/19880-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Ortodontia
Pesquisador responsável:Daniela Gamba Garib Carreira
Beneficiário:Daniela Gamba Garib Carreira
Instituição-sede: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Tração ortodôntica  Fenda labial  Má oclusão de Angle classe III  Placas ósseas  Cefalometria  Tomografia computadorizada de feixe cônico 

Resumo

As cirurgias plásticas corretivas das fissuras completas de lábio e palato frequentemente resultam em uma deficiência sagital no crescimento maxilar, redundando em um padrão facial Classe III e mordida cruzada anterior. A cirurgia ortognática com avanço maxilar é requerida em aproximadamente 40% dos pacientes com fissuras completas e unilaterais, após o término do crescimento. Recentemente, estudos demonstraram um significante índice de sucesso da tração anterior da maxila, durante o crescimento, por meio do uso de elásticos intrabucais ancorados em miniplacas intrabucais, em pacientes sem fissuras orofaciais. Objetivos: Avaliar os efeitos do protocolo de tração ortopédica da maxila com o uso de elásticos intermaxilares ancorados em miniplacas, em jovens com fissura labiopalatina completa e unilateral. Material e Métodos: A amostra será composta por 26 pacientes com fissura labiopalatina completa e unilateral, de ambos os sexos, com idade variando entre 10 e 12 anos e com deficiência maxilar moderada a severa. Serão realizados exames de tomografia computadorizada cone-beam (TCCB) e moldagens dentárias em dois tempos: T1 - antes da terapia, T2 - 12 meses após o início do protocolo de elásticos intermaxilares apoiado nas miniplacas de titânio. O efeito da terapia será avaliada por meio da análise cefalométrica convencional (2D) e tridimensional (3D). Adicionalmente, os modelos de gesso serão avaliados de acordo com o índice Goslon Yardstick. As alterações interfases das variáveis cefalométricas e dos índices oclusais serão analisadas, respectivamente, por meio do teste t pareado e pelo teste de Wilcoxon. Será considerado o nível de significância de 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARIB, DANIELA; YATABE, MARILIA; DE SOUZA FACO, RENATO ANDRE; GREGORIO, LEONARDO; CEVIDANES, LUCIA; DE CLERCK, HUGO. Bone-anchored maxillary protraction in a patient with complete cleft lip and palate: A case report. AMERICAN JOURNAL OF ORTHODONTICS AND DENTOFACIAL ORTHOPEDICS, v. 153, n. 2, p. 290-297, FEB 2018. Citações Web of Science: 3.
YATABE, MARILIA; GARIB, DANIELA GAMBA; DE SOUZA FACO, RENATO ANDRE; DE CLERCK, HUGO; JANSON, GUILHERME; NGUYEN, TUNG; CEVIDANES, LUCIA HELENA SOARES; RUELLAS, ANTONIO CARLOS. Bone-anchored maxillary protraction therapy in patients with unilateral complete cleft lip and palate: 3-dimensional assessment of maxillary effects. AMERICAN JOURNAL OF ORTHODONTICS AND DENTOFACIAL ORTHOPEDICS, v. 152, n. 3, p. 327-335, SEP 2017. Citações Web of Science: 9.
YATABE, MARILIA; GARIB, DANIELA; FACO, RENATO; DE CLERCK, HUGO; SOUKI, BERNARDO; JANSON, GUILHERME; TUNG, NGUYENG; CEVIDANES, LUCIA; RUELLAS, ANTONIO. Mandibular and glenoid fossa changes after bone-anchored maxillary protraction therapy in patients with UCLP: A 3-D preliminary assessment. ANGLE ORTHODONTIST, v. 87, n. 3, p. 423-431, MAY 2017. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.