Busca avançada
Ano de início
Entree

Vitamina D e elasticidade arterial em indivíduos com HIV/AIDS

Processo: 13/21281-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2014 - 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Liania Alves Luzia
Beneficiário:Liania Alves Luzia
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Patricia Helen de Carvalho Rondó
Assunto(s):HIV  AIDS  Fatores de risco  Doenças cardiovasculares  Vitamina D  Micronutrientes 

Resumo

A maior sobrevida de indivíduos com HIV/AIDS, em decorrência do uso de antirretrovirais (ARV), está associada a alterações metabólicas que contribuem para aumento no risco de doenças cardiovasculares (DCVs) e deficiências nutricionais. Os mecanismos relacionados com elevação do risco de DCVs entre esses indivíduos ainda não estão esclarecidos, mas é provável que estejam associados com a própria doença, o uso dos ARV, ou ambos. Um indicador de risco para DCVs é a perda da elasticidade arterial, a qual, provavelmente, pode sofrer interferência das concentrações de micronutrientes, como a vitamina D. Objetivo: Avaliar a relação entre as concentrações de vitamina D e a elasticidade arterial, como possíveis fatores de risco para DCVs em indivíduos portadores de HIV/AIDS. Métodos: Estudo transversal, a ser realizado a partir do baseline de um ensaio clínico do tipo crossover, aleatorizado, cego, intitulado "Efeito da ingestão de chocolate e chá mate no endotélio de indivíduos com HIV/AIDS: ensaio clínico randomizado, cego, controlado por placebo" (FAPESP: 2009/52250-5). Aproximadamente 190 indivíduos de 19 a 59 anos de ambos os sexos portadores de HIV/AIDS em tratamento regular por no mínimo seis meses, e com carga viral indetectável (<50 cópias/mm3) serão incluídos neste estudo e submetidos à anamnese e exame físico detalhados. Serão listados todos os medicamentos utilizados no esquema de terapia ARV atual dos indivíduos e investigadas as exposições a tabaco, álcool e drogas ilícitas. O sedentarismo será avaliado por questionário simplificado de atividade física, validado no Brasil. Serão realizadas análises bioquímicas para caracterização do perfil nutricional (lipídico), inflamatório e imunológico dos indivíduos. Para avaliação da elasticidade arterial será utilizado o equipamento não invasivo, aprovado e validado HDI/PulseWaveTM CR-2000 CardioVascular Profiling System. A vitamina D (25-hidroxicolecalciferol) será determinada pelo método de cromatografia líquida de alta eficiência. Para avaliar a relação entre vitamina D e elasticidade arterial será utilizada análise de regressão linear univariada e multivariada pelo método "stepwise backward selection", controlando-se por fatores de confusão e considerando-se p<0,05. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.