Busca avançada
Ano de início
Entree

Copper (II) and 2,2'-bipyridine complexation improves chemopreventive effects of naringenin against breast tumor cells

Processo: 14/16458-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Márcia Regina Cominetti
Beneficiário:Márcia Regina Cominetti
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Produtos naturais  Quimioprevenção  Neoplasias 

Resumo

O câncer é a segunda principal causa de morte no mundo e não há evidências epidemiológicas contrárias a esta tendência. A Naringenina (NGEN) é uma trihidroxiflavanona que apresenta vários efeitos biológicos, tais como antioxidante, anti-tumoral, anti-inflamatória, e atividades antivirais. Pertence à classe flavanona, que representa flavonóides com um esqueleto C6-C3-C6. Os flavonóides não apresentam atividade suficiente para serem utilizadas na quimioterapia, no entanto, estes compostos podem ser quimicamente modificados por complexação com metais tais como o cobre (Cu)(II), por exemplo, a fim de ser aplicado para a terapia antitumoral adjuvante. Este estudo investigou os efeitos da complexação do Cu (II) e 2,2'-bipiridina com a naringenina em células de tumor de mama da linhagem MDA-MB-231. Foi demonstrado que a naringenina complexada com Cu (II) e 2,2-bipiridina (NGENCuB) foi mais eficiente em inibir a formação de colônias, a proliferação e a migração de células tumorais MDA-MB-231, quando comparado com a naringenina (NGEN) não complexada. Além disso, verificou-se que a NGENCuB foi mais eficaz do que a NGEN inibindo a atividade pro-MMP9 através de ensaios de zimografia. Finalmente, por meio de citometria de fluxo, mostrou-se que a NGENCuB é mais eficiente do que a NGEN induzir a apoptose em células MDA-MB-231. Estes resultados foram confirmados por análise de expressão gênica em PCR em tempo real. Observou-se que a NGENCuB regulou positivamente a expressão de genes pró-apoptóticos como a caspase-9, mas não alterou a expressão de caspase-8 ou de um gene anti-apoptótico, Bcl-2. Existem apenas alguns trabalhos que investigaram os efeitos da complexação de Cu (II) com a naringenina em células tumorais. Pelo que é de nosso conhecimento, este é o primeiro trabalho que descreve os efeitos da complexação de um flavonóide em células tumorais de mama MDA-MB-231. (AU)