Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sistema carreador a base de poloxamer incorporado com beta-fosfato tricálcico dopado com magnésio e/ou zinco e teicoplanina visando o tratamento da osteomielite associada à reparação óssea

Processo: 13/11534-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Juliana Marchi
Beneficiário:Juliana Marchi
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Pesq. associados:Daniele Ribeiro de Araujo ; Fabiano Yokaichiya ; José Fabián Schneider ; Leila Soares Ferreira ; Luis Gallego Martinez ; Marcelo Lanceloti
Assunto(s):Biomateriais  Reparo ósseo  Osteomielite  Materiais cerâmicos  Teste de biocompatibilidade  Teicoplanina 

Resumo

A osteomielite é uma infecção óssea bacteriana frequente em traumas diversos, cujo tratamento convencional da forma crônica é o debridamento ósseo e dos tecidos moles adjacentes infectados, associado ao tratamento com antibiótico. Este projeto propõe o desenvolvimento de um sistema carreador injetável a base de hidrogel poloxamer incorporado com o antibiótico teicoplanina e diferentes composições de beta-fosfato tricálcico (beta-TCP) dopados com magnésio e/ou zinco para o tratamento de osteomielite associado à reparação óssea. Os poloxamers 407 (PL407) e 188 (PL188) são hidrogéis termorreversíveis, cuja gelificação ocorre próxima a temperatura corpórea (37oC), e em baixas temperaturas apresenta-se na forma líquida. Estas propriedades, associadas com sua biocompatibilidade e biodegradabilidade, fazem do PL407 e do PL188 materiais bastante estudados para sua utilização como um veículo para liberação controlada de fármacos, podendo ser injetados na forma líquida e sofrerem gelificação in situ, sem as desvantagens apresentadas pelo polimetilmetacrilato. As cerâmicas de beta-TCP foram sintetizadas e caracterizadas física, química e biologicamente em projeto anterior (Projeto FAPESP no. 2009/10745-8). A partir dos resultados obtidos, foram escolhidos para este projeto os materiais com as melhores características para a incorporação em matriz hidrogel-fármaco. A caracterização dos materiais será realizada através de ensaios de solubilidade e determinação do coeficiente de partição fármaco-micela, determinação da temperatura de transição sol-gel, determinação da temperatura de micelização, estudo de permeação e cinética de liberação do fármaco in vitro. A caracterização biológica será realizada através de testes in vitro de suscetibilidade bacteriana, citotoxicidade indireta, migração celular e diferenciação celular osteogênica. (AU)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

PROCESSO DE OBTENÇÃO DE BIOMATERIAL COMPÓSITO PARA TRATAMENTO, RECONSTRUÇÃO E SUBSTITUIÇÃO ÓSSEA E PRODUTO OBTIDO BR1020170064271 - Universidade Federal do ABC (UFABC) . Juliana Marchi; Daniele Ribeiro De Araújo; Karen Cristina Kai; Tomaz Puga Leivas - 29 de março de 2018

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.