Busca avançada
Ano de início
Entree

Mutagenicidade e avalição da composição química de material particulado atmosférico de Limeira, Estocolmo e Quioto

Resumo

O material particulado (MP) atmosférico é associado a vários agravos e doenças, sendo recentemente classificado como carcinogênico para humanos pela IARC e considerado como um mutagênico para células germinativas. Embora sua toxicidade, incluindo os efeitos genotóxicos, esteja reconhecidamente ligada ao tamanho das partículas, a contribuição da sua composição química para esses efeitos ainda não está bem estabelecida. Sabe-se que esses efeitos são causados tanto por toxicantes emitidos diretamente no ambiente, quanto por àqueles formados por reações atmosféricas, que são amplamente influenciadas por características regionais e climáticas. Visando à identificação de mutágenos em MP, abordagens que empregam testes de mutagenicidade com bactérias combinados com análises químicas de alto rendimento como, por exemplo, espectrometria de massas por ressonância ciclotrônica de íons e transformada de Fourier (FT-ICR MS) tem sido recomendadas internacionalmente. O objetivo desse projeto multicêntrico é investigar a influência das condições atmosféricas e climáticas de Limeira (Brasil), Estocolmo (Suécia) e Quioto (Japão) na composição química e na atividade mutagênica de MP coletados durante o inverno nessas cidades. O teste de Salmonella/micossoma com diferentes linhagens diagnósticas serão utilizadas para avaliar extratos orgânicos das amostras de MP. Os dados obtidos serão usados para direcionar a etapa analítica de identificação de mutágenos. As amostras serão coletadas e processadas empregando os mesmos protocolos permitindo a comparação direta dos resultados. O preparo das amostras e o fracionamento dos extratos serão realizados na Suécia. As análises químicas serão realizadas na a Suécia, Japão e Brasil e o perfil de mutagenicidade no Brasil. Pretende-se com esse projeto consolidar o uso de linhagens diagnósticas do ensaio Salmonella/microssoma, especialmente a YG5185 nunca usada para essa finalidade, na caracterização da mutagenicidade de MP e no direcionamento das análises químicas de identificação. Se obtivermos sucesso, a técnica FT-ICR MS pode se mostrar de grande importância no auxílio da identificação química de mutágenos. As condições meteorológicas e o transporte das massas de ar que influenciaram a formação de poluentes secundários em cada local de coleta no período de estudo serão identificados e os dados utilizados para sugerir as possíveis fontes e processos de formação dos compostos mutagênicos e do perfil de atividade mutagênica identificados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MASELLI, BIANCA S.; CUNHA, VIRGINIA; LIM, HWANMI; BERGVALL, CHRISTOFFER; WESTERHOLM, ROGER; DREIJ, KRISTIAN; WATANABE, TETSUSHI; CARDOSO, ARNALDO A.; POZZA, SIMONE A.; UMBUZEIRO, GISELA A.; KUMMROW, FABIO. Similar polycyclic aromatic hydrocarbon and genotoxicity profiles of atmospheric particulate matter from cities on three different continents. Environmental and Molecular Mutagenesis, v. 61, n. 5 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
MASELLI, BIANCA S.; GIRON, MACELLE C. G.; LIM, HWANMI; BERGVALL, CHRISTOFFER; WESTERHOLM, ROGER; DREIJ, KRISTIAN; WATANABE, TETSUSHI; CARDOSO, ARNALDO A.; UMBUZEIRO, GISELA A.; KUMMROW, FABIO. Comparative mutagenic activity of atmospheric particulate matter from limeira, stockholm, and kyoto. Environmental and Molecular Mutagenesis, v. 60, n. 7, p. 607-616, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.