Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação do modelo do Status Epilepticus neonatal para estudo dos transtornos do neurodesenvolvimento

Resumo

Modelos animais com lesões neonatais que resultam em prejuízo na interação social são considerados úteis para o estudo de déficits do neurodesenvolvimento subjacente aos transtornos neuropsiquiátricos, como esquizofrenia e autismo. Consideram-se lesões neonatais em ratos as que ocorrem entre os dia 8 e 10 pós-natal, uma vez que este período correspondente a um neonato a termo. O Status epilepticus (SE), uma condição aguda caracterizada por convulsões repetitivas ou prolongadas, ocorre mais frequentemente em crianças que em adultos, e em 40-50% dos casos crianças com idade inferior a dois anos. Apesar do cérebro imaturo ser mais susceptível para as crises epilépticas que o cérebro maduro, tem-se assumido que este é menos vulnerável aos danos estruturais induzidos pelo SE. Contudo, estudos experimentais demonstram que o SE neonatal traz prejuízos na memória dependente da integridade do hipocampo e na plasticidade sináptica por meio de alterações na transmissão sináptica inibitória e nas sinapses glutamatérgicas, altera a circuitaria GABAérgica intracortical, aumenta a apoptose no tálamo e reduz os níveis de dopamina no córtex pré-frontal. Estudos do nosso grupo e de grupos independentes demonstraram que o SE neonatal produz comportamento autista caracterizado pela baixa preferência pela novidade social, déficit de discriminação social e comportamento tipo ansioso, mas os mecanismos subjacentes ainda não foram elucidados. O conjunto de alterações desencadeadas pelas crises neonatais em roedores sugere que o modelo pode ser útil para a investigação dos transtornos do neurodesenvolvimento. Alguns dos testes comportamentais recomendados para validação do modelo já foram explorados e os demais estão sendo propostos no presente projeto. O principal objetivo do projeto trabalho é buscar evidências de validade do modelo do SE neonatal para estudo dos transtornos do neurodesenvolvimento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO, FERNANDA TEIXEIRA; DE SERRO-AZUL, MARCIA IVANY SILVA; LORENA, FERNANDA BERALDO; DO NASCIMENTO, BRUNA PASCARELLI PEDRICO; ARNOLD, ALEXANDRE JOSE TAVOLARI; BARBOSA, GERALDO HENRIQUE LEMOS; RIBEIRO, MIRIAM OLIVEIRA; CYSNEIROS, ROBERTA MONTERAZZO. Increased Endocannabinoid Signaling Reduces Social Motivation in Intact Rats and Does Not Affect Animals Submitted to Early-Life Seizures. FRONTIERS IN BEHAVIORAL NEUROSCIENCE, v. 14, DEC 9 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.