Busca avançada
Ano de início
Entree

Evaluation of new alternatives to increase the accuracy of the determination of cause of death: a public health approach

Processo: 16/50192-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Convênio/Acordo: University of Melbourne
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Beneficiário:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Pesq. responsável no exterior: Alan Donald Lopez
Instituição no exterior: University of Melbourne, Austrália
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/21728-2 - Uso de modernas técnicas de autópsia na investigação de doenças humanas (MODAU), AP.TEM
Assunto(s):Planejamento de assistência ao paciente  Causas de morte  Autópsia verbal  Autópsia minimamente invasiva  Projetos SPRINT 

Resumo

Os governos necessitam de informação confiável sobre causas de morte, a fim de planejar de forma mais adequada os serviços de saúde. Esta informação pode não ser disponível, ou ser de má qualidade, em populações onde o acesso aos serviços médicos é limitado. Soluções alternativas e confiáveis são necessárias a fim de que os governos sejam capazes de acessar os dados relevantes sobre as causas de mortalidade em comunidades rurais e remotas. Recentes avanços em métodos de autópsia verbal (VA) têm levado ao desenvolvimento e aplicação de algoritmos de computador que podem diagnosticar a causa da morte de forma eficiente, barata e rápida, com base em entrevistas realizadas com os familiares de pessoas falecidas, mas a precisão do diagnóstico destes algoritmos não foi adequadamente estabelecida. Da mesma forma, há um grande potencial para os métodos de autópsia minimamente invasivas (Autópsia Minimamente invasiva, MIA) que poderiam ser aplicados de forma mais ampla do que a autópsia completa, mas a confiabilidade desses métodos também é desconhecida. São Paulo oferece um ambiente de validação único devido à disponibilidade de dados de autópsia que podem ser utilizados como o “padrão ouro” para avaliar a precisão do diagnóstico. O objetivo deste projeto é avaliar o desempenho da VA e da MIA, considerando a autópsia convencional corno padrão ouro, a fim de que esses procedimentos possam ser aplicados de forma ampla na determinação das causas de morte. (AU)