Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um kit de ELISA para a determinação de ractopamina em amostras de bovinos e suínos e técnicas de confirmação acoplado

Processo: 15/16019-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de junho de 2017 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Inspeção de Produtos de Origem Animal
Pesquisador responsável:Alfredo Marcial Montes Nino
Beneficiário:Alfredo Marcial Montes Nino
Empresa:Microbióticos Análises Laboratoriais Ltda
Município: São Paulo
Pesquisadores principais:Rosario Eva Montes Nio ; Sarita Priscila Gobbo Ferrari
Assunto(s):Testes imunológicos  Técnicas imunoenzimáticas  ELISA  Agonistas adrenérgicos beta  Ractopamina  Bovinos  Suínos 

Resumo

A aceitação e implantação de metodologias baseadas em imunoensaios (ELISA) para a pesquisa de resíduos de ractopamina dependem da clara demonstração de sua qualidade e validação. A padronização desse ensaio é muito laboriosa, pois para que se tenha sucesso nesse trabalho, devem-se levar em conta três etapas fundamentais: a síntese dos haptenos, o preparo dos imunógenos e a imunização em animais de laboratórios. Esses fatores se tornam a chave para o sucesso quando se visa à produção e a padronização de anticorpos policlonais/monoclonais. Ao estabelecer comparações entre os resultados obtidos com aqueles provenientes dos métodos tradicionais (HPLC, LS-MS, CLAE, etc,) os mesmos devem se correlacionar, afim de atestar sua eficiência e reprodutibilidade. Outro ponto importante, é que o ELISA depois de padronizado deverá ser seletivo para a ractopamina, de modo a evitar falsos positivos; permitir o manuseio de um grande número de amostras num pequeno espaço de tempo, para poder ser usado como um instrumento de fiscalização rápido e seguro (screening) e um ponto muito importante, não ser muito oneroso para não inviabilizar as análises realizadas pelos laboratórios credenciados pelo governo. Os kits comerciais disponíveis para a pesquisa dessa droga em produtos de origem animal utilizado no Brasil geralmente são todos importados, o que acarreta em um elevado custo para os laboratórios credenciados pelo Governo e como consequência para os produtores rurais. Não devemos esquecer também que muitas vezes os processos de exportação desses kits levam meses, prejudicando a exportação dos produtos de origem animal e o que é pior, muitas vezes esses kits chegam com a data de validade vencida devido aos processos alfandegários. Assim, o projeto possui sim grande relevância biotecnológica, econômica e social para o Brasil, uma vez que tanto os produtores como o próprio Governo poderão contar com uma tecnologia inovadora na área, possibilitando uma grande economia financeira para os exportadores de carnes e para os órgãos de fiscalização. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MONTES NINO, ALFREDO M.; GRANJA, RODRIGO H. M. M.; RECHE, KARINE V. G.; GIANNOTTI, FABIO M.; DE SOUZA, JOAO K. G.; FERRARI, SARITA P. G.; DOS SANTOS, ANDRE D.; WANSCHEL, AMARYLIS C. B. A.; SALERNO, ALESSANDRO G. Laboratory validation of an LC-MS/MS method for the detection of ractopamine, clenbuterol and salbutamol in bovine and swine muscle at sub-gkg(-1) regulatory limits. Food Additives and Contaminants Part A-Chemistry Analysis Control Exposure, v. 34, n. 5, p. 785-792, 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.