Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Isolation and characterization of Bothrops jararaca snake venom proteins that induce thrombocytopenia

Processo: 16/50411-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Convênio/Acordo: CONICET
Pesquisador responsável:Marcelo Larami Santoro
Beneficiário:Marcelo Larami Santoro
Pesq. responsável no exterior: Maria Elisa Peichoto
Instituição no exterior: Instituto Nacional de Medicina Tropical (INMeT), Argentina
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/25177-0 - Envolvimento do fator de Von Willebrand nos distúrbios hemostáticos do envenenamento pela serpente Bothrops jararaca: estudo experimental, AP.R
Assunto(s):Projetos SPRINT 

Resumo

O veneno da serpente Bothrops jararaca (uma espécie de jararaca que habita desde o sul do estado da Bahia no Brasil até a província de Misiones na Argentina) interfere em diversos sistemas biológicos de uma forma complexa e dinâmica, desencadeando a morte incontinente de suas presas naturais. Dentre esses sistemas biológicos, o sistema hemostático é um alvo preferencial dos venenos ofídicos e, em particular, o veneno da B. jararaca possui inúmeras atividades pró e anti-hemostáticas que induzem sangramentos sistêmicos e locais nos pacientes picados. Apesar de o veneno induzir plaquetopenia em pacientes, não se sabe quais toxinas são responsáveis por essa ação do veneno. Em estudos anteriores, demonstrou-se que o veneno total da B. jararaca incubado com inibidores de metaloproteinases, serina proteinases e/ou botrocetina ainda é capaz de induzir plaquetopenia em ratos. Assim, o presente projeto objetiva isolar, identificar e caracterizar as toxinas do veneno responsáveis pela indução de plaquetopenia neste envenenamento, utilizando métodos cromatográficos e testes in vitro e in vivo. Almeja-se assim gerar informação relevante sobre a fisiopatologia do envenenamento botrópico, especialmente sobre as questões relacionadas com as complicações sistêmicas. Dessa forma, melhorar-se-á o tratamento do envenenamento por Bothrops, assim diminuindo o surgimento de complicações e sequelas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.