Busca avançada
Ano de início
Entree

Preventive and responsive strategies to deal with the impacts of exogenous shocks to urban mobility systems

Processo: 17/50309-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Transportes - Planejamento de Transportes
Convênio/Acordo: University of Manchester
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Antonio Nelson Rodrigues da Silva
Beneficiário:Antonio Nelson Rodrigues da Silva
Pesq. responsável no exterior: Nuno Pinto
Instituição no exterior: University of Manchester, Inglaterra
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Mobilidade urbana  Acessibilidade  Sistemas de mobilidade urbana  Serviços de mobilidade urbana  Novos serviços  Planejamento territorial urbano  São Carlos (SP)  Manchester (Inglaterra)  Cooperação internacional 

Resumo

Mobilidade é um dos componentes fundamentais de um sistema urbano independentemente da sua escala ou estrutura, ao providenciar acessibilidade a pessoas, bens e serviços, mas também devido aos impactos socioeconômicos e ambientais destes sistemas. Os sistemas de mobilidade são sistemas complexos que combinam demanda e oferta baseadas em conceitos tradicionais de infraestruturas e tecnologia de veículos e novas abordagens tecnológicas baseadas em ICT para providenciar soluções de mobilidade cada vez mais resilientes, capazes de responder a diferentes tipos de choques externos (devido a eventos ambientais, relacionados com combustíveis ou eventos de segurança pública) que criam rupturas de serviço com consequências muitas vezes perenes para populações e empresas. O projeto tem por objetivo analisar como estes choques impactam no sistema de mobilidade urbana e como novos serviços de mobilidade (partilha de veículos ou aplicações IC) podem ser usados para providenciar respostas imediatas ou de longo prazo para aliviar estes impactos. Serão considerados os casos de São Carlos, SP (SC) e da Grande Manchester, no Reino Unido (GM) para quantificar indicadores de resiliência e para informar e avaliar estratégias de planeamento. SC e GM são dois sistemas urbanos que, apesar das diferenças de escala e de estrutura urbana, têm atributos em comum no que toca ao peso dos sectores econômicos de serviços de base tecnológica e de conhecimento, o que requer uma elevada robustez e resiliência ao sistema de mobilidade. Os dois estudos de caso têm diferentes escalas e estão também expostos a diferentes tipos de choques exógenos (SC focado nas questões dos combustíveis e ambiental e GM predominantemente ligada a choques ambientais e de segurança) o que irá providenciar um maior número de cenários para testar a metodologia. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.