Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da função de macrófagos pela galectina: importância da sinalização via integrina

Processo: 08/55676-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Carla Lima da Silva
Beneficiário:Edson Kiyotaka Ishizuka
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Integrinas   Imunidade inata   Quimiocinas   Citocinas   Macrófagos

Resumo

A inflamação é uma resposta homeostática, dinâmica e protetora, que o hospedeiro lança mão contra as diversas agressões a que é submetido. Dentre as diversas células atuantes neste processo, os macrófagos desempenham um importante papel, incluindo a eliminação de antígenos, a regulação da regeneração e a iniciação da resposta imune adaptativa. Para que o macrófago exerça suas atividades é necessário que ele migre para outros sítios através da matriz extracelular que é uma rede intricada de macromoléculas que ocupam o espaço extracelular nos tecidos. Assim, se faz necessário um maior entendimento do processo de regulação das funções inflamatórias leucocitárias pela análise mais detalhada das interações entre os principais fatores reguladores deste processo, como quimiocinas, integrinas e MMPs. O veneno de Thalassophryne nattereri e suas toxinas vêm sendo amplamente estudados quanto a diferentes aspectos. Recentemente foram identificados os principais grupos de toxinas no veneno: a família das Natterinas e a Nattectina com massa molecular de 15 kDa e homologia com lectinas do tipo C. Embora algumas lectinas presentes em animais aquáticos vêm sendo estudadas, o papel das galectinas de veneno de peixe na resposta imune inata principalmente sobre células especializadas na captura de antígenos como macrófagos tem sido pouco abordado. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho será avaliar o papel da Nattectina na ativação das funções de macrófagos como: fagocitose, produção de citocinas, quimiocinas e metaloproteinases, expressão de integrinas importantes no processo de migração celular bem como na indução da migração de macrófagos in vitro e in vivo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.