Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos vasodilatadores do doador de óxido nítrico [Ru(terpy)(bdq)NO+]3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C

Processo: 08/03075-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Lusiane Maria Bendhack
Beneficiário:Michele Paulo Schiavi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão renal   Óxido nítrico   Reatividade cardiovascular   Vasodilatação

Resumo

Em 1980, a partir do estudo de Furchgott e Zawadsky, ficou estabelecida a importância do endotélio para o controle do tônus vascular. Neste estudo foi constatado que o fator de relaxamento derivado do endotélio era o óxido nítrico (NO). O NO é o principal agente vasodilatador endógeno que regula a homeostase e o tônus vascular e o fluxo sanguíneo. Estudos relatam que a redução na síntese e na biodisponibilidade do NO pode acarretar em doenças cardiovasculares. Desta forma, existe um grande interesse em compostos químicos que possam servir de veículo para a liberação de NO nos sistemas biológicos. No entanto, até hoje, os doadores de NO, incluindo os mais utilizados na clínica médica, nitroglicerina (NTG) e nitroprussiato de sódio (NPS), possuem importantes limitações ao seu uso que confrontam com seus benefícios como desenvolvimento de tolerância e efeitos colaterais devido à liberação de produtos tóxicos. Desta forma, existe um grande interesse no desenvolvimento de novos compostos químicos que possam servir de veículo para a liberação de NO nos sistemas biológicos. Dentre os compostos amplamente estudados, que são capazes de liberar NO nos organismos, estão os complexos nitrosilos de rutênio. O nosso grupo de pesquisa tem estudado vários destes complexos que apresentam diferentes características químicas e biológicas. Estes estudos demonstram a ação vasodilatadora de compostos que liberam NO por redução química e compostos que liberam NO por irradiação luminosa. O nosso principal interesse no estudo destes compostos macrocíclicos que atuam como doadores de NO é de um potencial fármaco anti-hipertensivo. A hipertensão arterial se caracteriza, entre outros fatores, pelo aumento da resistência vascular periférica com conseqüente aumento da pressão arterial. Diversos modelos de hipertensão arterial são utilizados experimentalmente para estudar os mecanismos envolvidos neste processo. Entre eles, o modelo de hipertensão renal 2 Rins-1 Clipe (2R-1C). A hipótese deste trabalho é de que o composto doador de NO [Ru(terpy)(bdq)NO+]3+ seja capaz de reduzir a pressão arterial por atuar em células musculares lisas. O efeito hipotensor poderia ser devido à vasodilatação de veias e/ou de artérias de resistência, isoladas de ratos normotensos e hipertensos. O composto doador de NO [Ru(terpy)(bdq)NO+]3+, que será utilizado no nosso estudo, tem sua liberação de NO acelerada na presença de luz . Já foi verificado pelo nosso grupo que este composto induz relaxamento vascular, envolvendo liberação de NO* e íons hidroxil (NO-) em anéis de aorta de ratos (BONAVENTURA et al., 2007) e que tem menor efeito vasodilatador na aorta isolada de 2R-1C do que de ratos normotensos (Rodrigues et al., 2008).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SCHIAVI, Michele Paulo. Efeito vasodilatador do doador de óxido nítrico [Ru(terpy)(bdq)NO]+3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C.. 2011. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.